Resenha Ligeiramente Maliciosos







Ligeiramente maliciosos
Mary Balogh
Bedwyn 02
Arqueiro, 2015


 Sinopse: Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima.


Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor.
Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith.
Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?
Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.



 Mais um Bedwyn à vista! E com o melhor dos contos de fadas! 




“Era como ter um sonho e um pouco de realidade ao mesmo tempo.” p. 16


  Quando Ranulf Bedwyn embarca em uma viagem rumo a casa de sua avó ele tem um destino certo: casar-se. A anciã está disposta a tudo para vê-lo ao lado de uma boa moça. Não que ele pretenda fazer o gosto da avó, mas nunca é bom contrariá-la.
Judith também sabe bem qual o seu caminho ao ser mandada pelo pai para viver com a tia rica: se tornar uma empregada nas mãos da família, agradecida por ter teto e comida. A família Law encontra-se em dificuldades financeiras, depois que o único filho homem se dispôs a usar dos recursos para custear um estilo de vida que não lhe cabia.
Quando o destino coloca-se frente a frente, Ranulf como o salvador e Judith como quem precisa de amparo, ambos percebem a atração que os unem e dão-se o direito à um momento, mas nenhum dos dois apresenta identidades verdadeiras. Ranulf usa do artifício para esconder suas origens abastadas e Judith para finalmente poder ser quem quer e não a moça feia e sem graça que todos a fazem achar, quando na verdade ela é uma beldade!




“Não queria pensar no fim da viagem. O bom das aventuras é que não são reais nem ternas. Para aquele estranho, ela poderia dizer, fazer e ser o que bem entendesse.” p. 16


  Com os pequenos momentos roubados me mente cada um segue seu destino, crendo que seus caminhos nunca mais se cruzarão, mas não é que se cruzam? Afinal a pretendente ideal para Ranulf é nada mais, nada menos que prima de Judith!



“Sonhos e realidade nunca se misturavam. Por que aquele sonho em particular, o mais glorioso de sua vida, acabara batendo de frente com a realidade que vivia?” p. 83


Como tudo acontece muito rápido no inicio fiquei com receio de ser meio maçante o meio, mas ao contrário, a trama só cresce! Mary Balogh sabe prender a atenção do leitor, colocando uma cena caprichada, um elemento surpresa, um beijo roubado, tudo para que não consiga desgrudar da trama!
 Outra ver a autora dá um show de ambientação! Estou conhecendo um outro lado da sociedade londrina, seus preceitos, regras e condutas com tanta naturalidade e veemência que me sinto naquele ambiente, o que é uma delicia! Quando um autor consegue criar essa relação com o leitor, transmitir esse sentimento de pertencimento, prova o quanto sua história é boa.
Este romance tem todos os ingredientes pra encantar todos os tipos de leitores: temos vilões inescrupulosos cheios de ardis para atrapalhar a história, uma mocinha bem fútil no pior estilo, uma tia que deixaria a madrasta da Branca de Neve no chapéu, duas avós que dariam perfeitas fadas madrinhas de um romance lindo, fechando com uma mocinha vulnerável por sua posição social e familiar, mas nenhum pouco melindrosa, e um mocinho cheio de valores, que encanta por sua autenticidade.
Os Bedwyns tem tudo para conquistar, são homens honrados e moças determinadas, não cedem à pressões e tem como regra o amor que ultrapassa o compromisso, seguindo firme vida à fora. Mais uma série de romances de época regados à humor e sensualidade que se firmam nesse segundo livro e que já tem um espaço reservado na minha estante e na minha lista de leitura!

11 comentários:

  1. Oi Thaila!
    Esse romance é mesmo ótimo! Eu gostei bastante da escrita da autora nesses dois primeiros livros da série e estou bem curiosa para ver como vão ser os outros, as expectativas estão altas =]
    Gostei da Judith como mocinha, mas a avó dela roubou a cena depois daquela revelação rs
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece ser ótimo esse lançamento. Gostei da premissa do livro. A resenha está ótima!

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila!
    Eu li o primeiro livro, e estou ansiosa por esse! A resenha está ótima, só fez eu querer ler o livro ainda mais!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá Thaila, já li tantas resenhas boas sobre os livros dessa autora, agora a sua entra para lista e eu preciso ler algo dela o quanto antes. Ótima resenha.

    Beijos
    Dani Cruz
    http://blog-emcomum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Thaila, já li tantas resenhas boas sobre os livros dessa autora, agora a sua entra para lista e eu preciso ler algo dela o quanto antes. Ótima resenha.

    Beijos
    Dani Cruz
    http://blog-emcomum.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu quero muito ler esse livro, eu ainda não li mastenho certeza de que irei gostar muito, adorei a resenha e fico feliz que tenha gostado do livro.

    Que sua semana seja linda! Beijos! Lu Blog:
    Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila!
    Até coloquei esse livro aqui na pilha de livros para leitura com urgência kkkkk Imagina se eu vou deixar um romance de fora =D
    bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Amiga, acabei de ler ontem o livro e também amei. Estou apaixonada por esta família.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Olá Thaila,

    Gostei muito da sua resenha e que bom que gostou do livro, mas confesso que não faz meu gênero...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Thaila =)
    Estou lendo Ligeiramente Casados e estou adorando, amo romances históricos, tenho certeza que assim como a Julia Quinn a autora Mary Balogh irá me conquistar.
    Em breve irei ler Ligeiramente Maliciosos e pelo que li na sua resenha é uma história encantadora....

    BeijOs!!!
    @jannagranado
    @lpdiversao
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. ADORO este romances de época da arqueiro.
    São joviais, engraçados e deixam a gente suspirar.
    Tô tentada em começar a ler os livros da autora.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa