Harlequin lança...





Destaque para:
Mapa para a sedução
AMANTE DA VINGANÇA
O diamante mais precioso!
Cruz Delgado não é mais o menino que cresceu nas ruas. Agora ele é dono de um império de diamantes e possui quase tudo o que deseja. A aristocrata Sabrina Bancroft foi a única mulher que ousou abandoná-lo. E Cruz encontra a oportunidade perfeita de se vingar quando fica sabendo que ela perderá a propriedade da família. Cruz está decidido a ajudá-la… se Sabrina aceitar ser sua amante. Contudo, descobrir o motivo pelo qual ela o deixara mudará para sempre a vida desse poderoso magnata!
MESTRE DA INOCÊNCIA
O diamante mais puro!
O renomado magnata Diego Cazorra aceitou de bom grado acompanhar a freira Clare Marchant em uma missão pelo Brasil.Por mais que o olhar inocente de Clare seja uma enorme tentação, Diego está decidido a manter-se afastado... Até descobrir que ela estava apenas disfarçada para tentar salvar a irmã de um sequestro. Para resgatá-la, Diego oferece um inestimável diamante. Agora Clare tem uma dívida com esse notório playboy, e ele pretende cobrar!



Destaque para:
Feita para você
Ao encontro do destino!
Sean Kowalski mal chegou em casa após sair do exército e já foi recrutado por Emma Shaw para uma difícil missão: fingir ser seu noivo. Para tranquilizar a avó, ela quer mostrar que está em um relacionamento estável e feliz. Apesar de Sean detestar mentiras, ele definitivamente precisa do emprego que Emma lhe ofereceu em troca de sua ajuda. E por mais que se sinta atraído por ela, Sean não quer se apaixonar ou criar raízes em uma cidade grande. Emma também não pretende namorar um homem que chama de lar qualquer lugar onde larga a sua mala, ainda que os beijos de Sean a deixem com as pernas bambas...

Resenha Jogos do Amor




Jogos do Amor
Maureen Child
Desejo Ed. 243
Harlequin, 2016
CASTELO DA PAIXÃO
Sem compromisso? Os planos de negócios de Brady Finn não incluíam uma irlandesa desafiadora. Porém, Aine Do­novan, a gerente do hotel que ele acabara de comprar, está determinada a impedir que Brady destrua a tradição do lugar... e a resistir aos encantos do chefe. Quando o romance casual resulta em uma gravidez inesperada, Aine foge! Mas Brady não desistirá dela nem do bebê facilmente!

RIO DO DESEJO
Amante ou inimiga? Jenny Marshall acreditava que Mike Ryan era o homem perfeito. Mas quando ele descobre que Jenny é sobrinha de um rival, fica convencido de que ela é uma espiã! Jenny achava que nunca mais o veria, até arranjar um novo emprego e perceber que Mike é seu chefe! Sem conseguir resistir, eles se entregam à paixão. Agora, Jenny está grávida e Mike precisa decidir se tudo não faz parte de um plano para destruí-lo ou se ela o ama de verdade!

FLORESTA DE SEGREDOS
Unidos para sempre? Ficar preso em uma nevasca com uma mulher teimosa não era o que o magnata Sean Ryan considerava diversão. Então por que estava gostando tanto de manter Kate Wells aquecida? Quando a neve derrete, Sean volta para a Califórnia decidido a manter o caso no passado, deixando Kate em um grande dilema: como contar para seu chefe que está esperando um filho dele?

Vou fazer três resenhas em uma só pessoal, as sinopses já são bem esclarecedoras e contam boa parte do enredo em si, então passarei as minhas impressões pessoais para vocês. Nas tramas conhecemos Sean e Mike que são irmãos e sócios e que juntamente com seu amigo Brady decidem expandir o negócio, o trio é conhecido pelo sucesso com os games que misturam a cultura celta e difíceis desafios, agora cada sócio terá a missão de transformar um hotel em um verdadeiro cenário dos jogos mais conhecidos, além disso, cada um lidará com mulheres tão turronas e voluntariosas quanto eles!

 As tramas são permeadas de segredos, cada personagem tem um motivo para não crer no amor e terão que colocar em xeque essas concepções ao se verem cara a cara com esse sentimento.

Eu achei que tinha tudo para curtir esse livro, além de ser de uma autora que amo e ter como parte do enredo aquilo que mais adoro: gravidez, bebês e imaginei que um bom romance... mas, não deu liga! Uma das coisas que eu adoro nos enredos da Maureen é a agilidade, tanto dos personagens como da história em si, entretanto, encontrei uma trama arrastada, cheia de descrições que só me dificultaram na hora de embalar a leitura, por mais de uma vez me perdi na trama. Senti falta da leveza das situações, dos toques de humor... senti realmente como se não fosse um livro da Maureen!

É tão triste quando um autor querido abala tanto as nossas expectativas, me senti extremamente frustrada e decepcionada e espero que em breve eu leia algo com a cara da autora, efetivamente! Não entrou pra lista de favoritos :/

[Texto] Não se faça em pedaços para manter os outros completos



Oi gente, lembram que há algum tempo atrás postei um texto reflexivo aqui no blog? Então, entre minhas andanças na net achei outro texto tão bonito quanto, que com muita delicadeza conseguiu me fazer refletir e sanar alguns dos meus medos e males. Espero que leiam e que curtam.

Não se faça em pedaços para manter os outros completos
Frequentemente nos quebramos em pedaços para manter outras pessoas completas, para não abrir feridas ou não deixar que doam nelas aquelas feridas que já têm. Fazemos isso sem nos darmos conta ou, ao menos, sem darmos importância a isso.

Quando nos acostumamos a dar sem receber acabamos sentindo que dedicar-nos a nós mesmos é algo egoísta, mas nada mais longe da verdade. A troca é essencial em toda relação e toda pessoa precisa dela sendo um ser emocional.


Amar a nós mesmos é algo que devemos cultivar todos os dias para nos manter completos. Porque quando estamos despedaçados uma consequência direta é o sofrimento, e esta não deixa darmos o melhor de nós mesmos.


Quando ficamos em pedaços?
– Ficamos em pedaços quando deixamos de cuidar de nós.
– Ficamos em pedaços quando evitamos fazer aquilo que gostamos.
– Nos despedaçamos quando deixamos de cultivar nossa felicidade ou quando postergamos nossos interesses.
– Nos partimos em pedaços quando não nos escutamos nem nos prestamos ajuda.
– Nos partimos em pedaços quando priorizamos as necessidades dos outros e não prestamos atenção às nossas.
-Quando queremos ser perfeitos e deixamos de ser nós mesmos.
-Quando tentamos agradar e maquiar nossa realidade ou nossa opinião.
-Quando nos esquecemos do que precisamos e nos obrigamos a passar na frente de nossas necessidades os desejos dos outros.
-Quando transformamos o sacrifício em obrigação.
-Quando achamos que somos pessoas ruins porque nos afastamos de um ambiente que nos faz mal para respirar aliviados.
-Quando cedemos a chantagens emocionais e favores que impedem nosso próprio crescimento.
-Quando sacrificamos nosso bem-estar e nos deixamos levar pela inércia de quem nos acompanha mas nos atrasa, deixando de lado o que nos agrada para fazer com que os outros se sintam bem.
É complicado sim, por isso devemos optar pelo equilíbrio entre as paixões, o cuidado e a dedicação a si mesmo e ao outro. Se assim fizermos, viveremos deliciosamente contemplando nossa essência plena, sem exceções ou poréns.

Às vezes devemos esquecer o que sentimos para lembrar o que merecemos

Quando não temos reciprocidade estamos sendo agressivos com o princípio do equilíbrio, que devemos manter sempre para termos sucesso em nos mantermos completos e não nos despedaçarmos.
Devemos lembrar que as relações afetivas não são uma mera interação, mas exigem uma troca equilibrada e satisfatória que faça sentido quando colocada na nossa balança social e afetiva.


Ou seja, não podemos fazer de nossas relações apenas oportunidades de “dar”, mas também devemos procurar que haja um equilíbrio com o “receber”. Isso não é egoísta nem mesquinho, mas sim enriquecedor.

Quem dá tudo em primeiro pessoa, quem se oferece inteiramente aos outros, não recebe nada em troca e não trabalha em si mesmo, termina sentindo-se vazio e machucado. Não podemos deixar de lado nossa autoestima para procurar a felicidade alheia, pois acabamos sendo vítimas da nossa própria atitude.

Só jogando com o interesse pessoal e o alheio podemos cultivar nosso próprio desenvolvimento sem deixar de lado o outro. Ou seja, mantendo a balança equilibrada, numa linha reta e perfeita.
Dar e receber são partes de um todo. Quando alcançado, esse todo nos faz sentir capazes de amar e merecedores de amor e reconhecimento. Baseando-se nisso devemos ser capazes de:
  • Manter nossos direitos: pode ser que em algum momento haja algo que não nos fará bem ou que simplesmente não nos agradará fazer. Nesse momento devemos fazer valer nosso direito de manter nosso próprio espaço.
  • Cultivar nossos interesses e passatempos: esta é a base para a satisfação, para a felicidade e para o crescimento pessoal. É importante que não deixemos de nos cuidar e de dar alimento aos nossos desejos.
Lembre-se de que as grandes mudanças sempre vêm acompanhadas de algumas dificuldades. Ainda que a mudança doa e seja incômoda, a melhora gradual lhe mostrará que longe de ser um fim, é a oportunidade do início de um grande momento emocional.



Todos os direitos pertinentes serão respeitados ao autor da página
Divulgação respeitosa


 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa