Resenha Mentiras que Confortam





Mentiras que confortam
Randy Susan Meyers
Novo conceito, 2015
Sinopse: - Cinco anos atrás...
Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.
Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe.
Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.
Hoje...
Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.
Toda história tem um estopim, creio que esta comece justamente pelo caso de Tia e Nathan, eles pareciam muito apaixonados, se não fosse pelo detalhe dele ser casado com outra pessoa. Uma gestação não planejada colocou fim em tudo.

“Mas, acredite em mim, se escolher sofrer em vez de ficar com o seu bebê, você nunca irá se recuperar.” p.19

Quando Tia percebe que não terá Nathan de volta e se sente imatura para criar uma criança, dá-la a adoção se torna sua opção.
Peter e Caroline são casados e querem ser pais, ou pelo menos Peter quer, sua esposa focada na carreira fará de tudo para agradá-lo.
Juliette perdoou a traição de Nathan pelo bem de seu casamento e de seus filhos pequenos, mas a insegurança ainda a ronda.
Cinco anos depois, tudo parece ter se estabelecido em uma rotina agradável para quem olha de longe, mas assim como uma casa antiga que é reformada, as rachaduras se tornam aparentes logo. Esses cinco personagens centrais mudaram muito em cinco anos...

“Não importa onde vocês tenham adotado a sua criança, como pais adotivos, vocês vão precisar lidar com a família biológica de seu filho tendo ou não conhecimento dela. Essa família biológica é parte de quem seu filho é.”
  Tia parece estar em dúvida se fez a coisa certa ao dar sua filha para adoção, ao mesmo tempo em que o remorso a assombra, a paixão por Nathan continua beirando a obsessão, ele por sua vez, parece ter se esquecido desse caso e se dedica totalmente a Juliette, enquanto Caroline pensa se fez a coisa certa ao ceder ao marido e suas vontades.
Os únicos que se salvam nesse meio de raiva e amargura são Peter e a pequena Savannah, a verdadeira causa e conseqüência dessa trama.
Quando Tia, em mais uma tentativa desesperada de trazer Nathan de volta a sua vida manda fotos da pequena para a casa dele nada poderia preparar para o fato de ser Juliette a abrir esse envelope e dali para frente tudo se tornar tão intenso. A busca por uma criança, a busca por uma verdade.
A relação de Tia e Nathan acabou mesmo?
A pequena Savannah é amada e cuidada? Falam de seus pais biológicos com ela?

“Será que ele ainda se encontrava com Tia? A julgar pela carta, parecia que não. Mas quem saberia? Quem realmente conhecia seu próprio marido? Houve uma época em que ela diria que conhecia, mas agora não mais.” p. 65

É inacreditável como as histórias vão se delineando, formando uma verdadeira cama de gato, um emaranhado que não tem fim. Sinceramente é um livro que desperta sensações, confesso que esta sendo super difícil falar dele, pois foram tantos sentimentos despertados ao longo da leitura: empatia em uma página, raiva na outra, sentimento de impotência versus vontade de dar uns tapas. Ao mesmo tempo em que fala de amor, Mentiras que confortam mostra também o quanto cada pessoa pode ter uma dose de egoísmo em si, a maioria dos personagens parece ter se esquecido que era uma criança que estava no cerne de toda a situação, que protegê-la deveria ser uma missão de todos, afinal de uma forma bem louca todos são sua família.
Ao longo de toda a trama fiquei procurando o conforto que essa mentira poderia ter trazido para ser estampada no título do livro, não encontrei, o que apenas reforça que nada deve justificar um erro, a velha história “mentira tem perna curta” se vale mais uma vez.
Termino a história com a sensação de ressaca literária, não porque ela seja ruim ou deixou um gosto amargo, mas sim pelo fato de ser tão instigante que não estou conseguindo me desligar da trama, as atitudes, ações e reações continuam muito fortes na minha mente, a tal ponto que não consigo me desvencilhar! Como eu disse é um livro que parte de uma ação e que provoca uma reação nos personagens e em quem lê, já vejo-o como um caso de amor ou ódio pelos personagens! Espero que leiam e voltem para me contar como se relacionaram com Tia, Juliette, Caroline, Peter e Nathan.

9 comentários:

  1. Oi Thaila!
    Gostei da trama do livro, preciso começar a leitura \o/
    Acredito que vou ficar dessa forma, ligada na história, rs.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  2. Estou com esse livro para ler e mal posso esperar para pegá-lo. Solicitei por ser um drama, e eu AMO dramas. Sua resenha ficou ótima, gostei de saber mais sobre o livro e o que ele te "causou". Espero não ficar com ressaca tbm.
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Uma história que envolve uma gestação indesejada envolvendo uma criança que não tem escolha forma uma trama que gera tristeza e muitos conflitos. Gostaria muito de ler esse livro, mas passei para minha colunista Luci que está lendo e em breve vamos ter a opinião dela. Que esteja melhor de sua ressaca.
    Beijos
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, achei bem bacana mesmo!
    Esses dramas realmente deixam a gente com uma leve ressaca. Mas vamox combinar que é muito bom!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tô curiosa para ler esse livro, gostei bastante da publicidade que a Novo Conceito fez com ele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom, Thaila!?
    Fiquei curioso para ler essa história, parece bem dramática do jeitinho que gosto.
    Darei um chance e vou ler. Linda sua resenha.
    Bjão.
    - Diego, Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Thaila,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, confesso que não sabia o que esperar dele, mas pela sua resenha acho que vou gostar....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Já li esse livro e algumas pessoas pensei igual a você. Em relação ao título, a mentira confortou todas as relações, porém como foi dito: mentira tem pernas curtas. E uma foto essa sensação de conforto, de perfeição, de tudo no lugar certo, acabou. Um livro muito recomendando.

    Aguardo sua visita :)
    http://porredelivros.blogspot.com/2015/08/resenha-fragmentados-do-autor-neal.html

    ResponderExcluir
  9. Hey, Thaila!

    Esse enredo me parece meio denso.
    Não é o tipo de livro que gosto de ler, prefiro coisas mais leves. Ou com muito sangue! ahahaha.
    Mas gostei da sua resenha, vou mostrar pra minha mãe. Ela gosta de livros assim.

    Beijo grande!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa