Resenha Três Semanas Com Meu Irmão




Três Semanas Com Meu Irmão
Nicholas e Micah Sparks
Arqueiro, 2015
Sinopse: Em janeiro de 2003, Nicholas Sparks e seu irmão, Micah, partiram em uma viagem de três semanas pelo mundo para representar um marco em suas vidas, pois, aos 37 e 38 anos respectivamente, eles eram os únicos membros sobreviventes de sua família. Com as maravilhas do mundo como pano de fundo e muitas vezes dominados por seus sentimentos, o intrépido Micah e o introspectivo Nicholas relembram as aventuras e traquinagens de sua infância e as tragédias que testaram sua fé. Durante esse processo, ambos aprenderam verdades surpreendentes sobre a perda, o amor e a esperança. Narrado com irrepreensível humor e rara sensibilidade – e incluindo fotos pessoais –, Três semanas com meu irmão é um lembrete para abraçarmos a vida com todas as suas incertezas e, acima de tudo, valorizar os tempos felizes e as pessoas maravilhosas que os tornam possíveis.

“Quase sempre as pessoas que me entrevistavam perguntavam se eu havia nascido com sorte. Ou se eu achava que minha vida era abençoada. Eu nunca sabia o que responder.” p. 282

Quando uma pessoa alcança o auge do sucesso é difícil imaginá-la como uma pessoa de carne e osso que nem todo mundo, que tem vontades, anseios, medos e desafios a vencer no dia a dia, pelo menos é essa a minha impressão.
Nicholas Sparks pode ser bem um resumo de uma pessoa de sucesso, seus livros se tornam Best seller e a grande maioria foi adaptada para as telonas, além disso, ele parece ser “o cara”. Entretanto, qual seria a história por trás desse homem? Sua infância, seus amigos, seus problemas, sua família, confesso que não me atentei a essas dúvidas antes.
Quando Nicholas recebe um folheto em sua caixa de correio anunciando uma viagem pelo mundo, indo dos lugares mais exóticos do mundo com duração de três semanas ele sabe que não só é a oportunidade perfeita para passar um tempo com seu irmão mais velho Micah e também tirar um tempo de descanso de sua atribulada vida.
Embarcando juntos na viagem os dois irmãos não só vão conhecendo lugares diferentes como também vão relembrando fatos e histórias da juventude. Nascidos em uma família pobre, Nicholas e seus dois irmão Micah (primogênito) e Dana (caçula e a única menina do clã) tiveram uma infância diferente: foram criados mais libertos, tiveram sua cota de travessuras e em meio as dificuldades financeiras e mudanças de residência permaneceram unidos.
Tudo foi explorado no livro, que mais que um diário de viagem foi se tornando uma autobiografia, regado de lembranças, nada foi deixado de lado, tudo foi falado com extrema sinceridade: o amor incondicional à mãe não deixou de ser explorado, para os filhos além de uma fortaleza, ela foi um exemplo de mãe e mulher, a relação tumultuada com o pai e o período da adolescência, no qual os irmãos Sparks começaram a se distanciar um pouco por conta da idade e de amizades, clássicos tumultos de hormônios.
Nesse livro conheci um Nicholas mais humano por assim dizer, ao expor sua vida de maneira tão crua, tão verdadeira e tão imperfeita mostra-o não só como um escritor de sucesso, mas como um homem.
Sua relação com a esposa, Cat, e com os cinco filhos também foi evidenciada, não só a dificuldade em criar cinco filhos, mas a dedicação que cada um exige e o amor que merecem.
O interessante também é que mesmo as tragédias que foram acontecendo na vida da família não foram negadas ou ocultadas, com a mesma sinceridade Sparks contou da perda dos pais, a batalha perdida de sua irmã para uma doença e como estas perdas o afetaram e também seu irmão.
Micah Sparks é divertido, sempre com alguma ideia mirabolante, conservando seu jeito crianção. Apesar dele também ter autoria no livro a trama é inteira narrada na primeira pessoa por Nicholas, que além de ir delineando a vida do irmão mostra que sem a presença de Micah e da viagem este livro não poderia existir, afinal ambos compartilham muitas mais histórias juntos do que isolados.
Carreira também não é um tema que fica de fora. Na narrativa percebe-se o quanto se tornar um escritor foi um acaso na vida de Nicholas, uma carreira incentivada pela mãe e que hoje se denota nesse estupendo sucesso. Diferentemente do que eu pensava não foi “Um amor para recordar” ou “Querido John” que o transformou nessa máquina de contar histórias, mais sim “Diário de uma Paixão” que da noite para o dia o transformou em um homem milionário.
Como disse, a carreira não foi poupada neste relato de memórias, cada livro de Sparks tem um pouco de sua história pessoal sendo assim, um pouco dele é colocado em cada livro, além do que as homenagens que ele faz dando a seus personagens nomes de familiares. Ter essa informação além de reconhecer a sensibilidade do autor mostra sua intimidade com as palavras para dar vida as tramas.
As histórias das viagens também são outro ponto alto da trama, assim como os irmãos Sparks aprendi muito e teve momentos em que não aprendi nada com as histórias dos guias. Guatemala, Noruega, Camboja, Índia, foram alguns dos destinos que eu conheci nessa viagem pelas páginas.
Em suma, Três semanas com meu irmão é um relato de amizade e fraternidade, de respeito e companheirismo, de uma história de dois irmãos que encontraram no sangue o alicerce para suas vidas, acima de tudo um relato emocionante e cativante.
Termino com alguns quotes, que além de encantadores deixam claro a narrativa emocionante e os assuntos que serão abordados ao longo das 315 páginas:

“Está deixando a vida controlar você, em vez do contrário. Este é o grande segredo. Você é quem escolhe o tipo de vida que quer levar.” p. 63
“Com o passar dos anos, eventos perigoso foram transformados em piadas, momentos dolorosos se tornaram doces histórias de inocência. No passado, quando questionado a respeito dos meus pais, eu respondia que eles eram comuns e típicos, assim como a minha infância. Mas percebendo que, ao mesmo tempo que aquelas declarações eram verdadeiras em alguns sentidos, elas pareciam falsas em outros, e foi só quando tive meus próprios filhos que finalmente comecei a entender as pressões diárias que devem ter atormentado os dois.” p.50

“Sonhos são sempre devastadores quando não se realizam. Mas são os sonhos simples que costumam parecer mais dolorosos, pois eles parecem tão pessoais, tão razoáveis, tão possíveis... A pessoa está sempre perto para alcançá-lo, mas nunca o bastante para agarrá-lo, e isso é de partir o coração.” p.84

“Sonhos são engraçados mesmo −comentei−Você quer algo desesperadamente, dá um jeito de conseguir, e aí de repente termina. É como correr em competições, todo aquele treino para passar alguns minutos na pista. O segredo é apreciar o processo.” p. 188


11 comentários:

  1. Olá!

    O Sparks humano quem diria, é gente como a gente! Jamais imaginei que ele tivesse nascido pobre - podia jurar que era de família rica! Mas a história é apaixonante mesmo, ele não perde nenhum detalhe, nem mesmo das viagens. Só é uma pena o fato que de esse livro chegou muito tarde aqui no Brasil, já que o Nick se separou...

    PS: volta lá no meu blog, atualizei o post com o link do conto que eu inscrevi no concurso Brasil em Prosa, da Amazon!! Convido para baixar o conto e ler e depois me dar um feedback, se quiser :)

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oii! Tudo bem??
    Olha, eu to num momento de birra com o Nicholas pq não gostei dos últimos livros que li dele. hahah'
    Um Nicholas mais humano ? Interessante hahaha'
    Vou ver se tenho coragem de pegar esse depois.
    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Deixa eu te perguntar uma coisa: "Ele conta no livro o motivo que o fez escrever O Diário de Uma Paixão?"
    Porque eu acho o motivo lindo e perfeito!!

    E o que você disse no início da resenha faz sentido. O dia que eu descobri que o Nicholas estava se divorciando da esposa meu mundo caiu, rsrs. Sério. Eu os tinha como exemplos de amor e perfeição em um casamento. Só que não né.

    Amei a resenha. Não esquece de me dizer o lance do livro.

    Bjkssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não sou muito fã do Sparks, mas esse livro me despertou muita curiosidade... parece ser muito comovente, e dá pra perceber na história do Sparks, sua história de vida, o porque de seus livros serem tão cheios de emoção!
    Ótima resenha. Passou muito o que o livro quer contar. :) Beijos, Thaila!
    renatavarela.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila,
    Oshe mais um para a coleção que nunca se completa aqui na estante haha
    Adorei a resenha, não tinha lido nenhuma sobre esse livro, ainda.
    E o enredo, ta atrativo e Noruega ♥

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada do Nicholas :/
    sempre tive uma ideia que os livros dele seriam melosos demais e acabei nunca indo atrás de ler

    Mil beijocas
    ⋙ ♥ Blog Livros com café

    ResponderExcluir
  7. Oie Thaila =)

    Faz tempo que não leio nada do Sparks, e confesso que no momento não ando muito no clima para as histórias dele. Embora esse livro me parece um pouco diferente das tradicionais do autor.

    Ótima resenha!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Oiee
    Tudo bem?
    Que legal, não sabia desse livro dos irmãos Sparks. Os trechos são lindos e a resenha sem duvidas me fez querer ler.
    Conhecer um pouco mais do Nicholas será incrível, saber tudo o que levou a chegar a aonde ele está hoje *0* Mais um para a minha longa lista.
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Thaila!
    Eu gosto dos livros do Nicholas, e estou curiosa com esse lançamento \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  10. Gostei da resenha Thaila. Aprecio bastante os livros do Sparks, apesar de amar mais uns do que outros e confesso que fiquei bem interessada em conhecer um pouco mais sobre a sua vida. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  11. Há tempos que estava querendo ler esse livro e essa e a primeira vez que vejo uma resenha dele. Amei! Estou a cada dia mais curiosa.

    http://www.oraculodeelfos.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa