Resenha Tocando as Estrelas






Tocando as estrelas
Rebecca Seler
Novo Conceito, 2015
Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.



Paige sempre sonhou em ser atriz, interpretar para ela era mais que uma profissão, mas sim a realização de um sonho. Entretanto, sem o apoio da mãe e com poucos recursos ela vê seu sonho cada dia mais distante, tal como a ilusão que sempre pareceu ser, em paralelo, a trilogia Locked promete ser a adaptação cinematográfica mais esperada para o ano, enquanto um protagonista já foi contratado e é nada mais nada menos que Rainer Devon, um verdadeiro galã teen, a mocinha da história precisa ser encontrada e nem vou dizer quem é “a” escolhida.
De repente tudo se transforma, Paige já não é mais a jovem balconista em uma loja, estudante e com dois melhores amigos, sua vida pacata é interrompida por flash, gravações, tablóides, filmagens... ela agora é August, a jovem que ficcionalmente esta dividida entre dois amores após um acidente aéreo e de místicas situações, talvez nã tão ficcional seja sua divisão entre dois amores: os atores Rainer e Jordan, colegas de trabalho que rivalizam tanto nas telas quanto na vida real o amor da garota bonita.
Tanto Rainer quanto Jordan são perfeitos, tem características de mocinho e bad boy respectivamente, eles tem um passado nebuloso que todos só conhecem a visão que foi para a imprensa e que promete gerar mais burburinho com a presença de Paige.

“Rainer é doce, sexy e maravilhoso e que, por algum motivo insano, quer estar comigo. Além do mais, Jordan provavelmente tem química até com a maçaneta.” p. 151-152

Esse, aliás, é um dos pontos fortes da trama: a precisão com que os fatos acontecem, o entra e sai de fofocas faz com que o enredo que gira em torno de uma história ficcional ganhe tanta força que pareça que Locked, Paige, Jordan e Rainer SÃO reais, que em vez de estar lendo um livro estou acompanhando uma revista de fofocas. O cuidado da autora em tornar tudo tão mais relevante é um ponto alto da trama.
Outro ponto é a pesquisa, não deve ser fácil transmitir as sensações e emoções de alguém que se dedica a arte de atuar, nesse ponto Rebecca mais uma vez foi cuidadosa, literalmente ela transporta o leitor para o universo de uma equipe cinematográfica.
O titulo vem bem a calhar, “Tocando as estrelas” promete abordar um pouco de tudo do mundo de uma estrela de Hollywood: assédio, escândalos, sucesso, ao mesmo tempo em que trabalha a questão do eu por trás de cada ator: uma pessoa de carne e osso, que tem dias ruins, frustrações e sonhos.

“Essa é uma verdade sobre o sucesso. Muita coisa muda, mas nem tudo. Você ainda tem dias de cabelo ruim. Amizades que se desfizeram não serão reparadas milagrosamente. E pessoas que não amavam você antes continuarão a não amar. Uma coisa que o sucesso não muda, não importa a que nível você chegue, são as coisas que já viraram passado.” p. 179

Ao mesmo tempo em que elogio a construção do enredo, devo salientar que não embarquei nele de cara, demorei muito para me sintonizar na trama, tanto que só depois da página 100 consegui me prender a trama de maneira firme e como o livro tem pouco mais de 200 páginas creio que não foi um envolvimento tão proveitoso a longo prazo.
Outro ponto: são três livros, cada qual contando a filmagem do longa inspirado em cada volume do livro Locked, eu não acho que Rebecca Serle tenha enredo  suficientemente satisfatório para desenvolver ao longo de dois livros tendo por base a relação amorosa entre Jordan, Paige e Rainer, de forma satisfatória ela consegue fazer aquele jogo de “team Rainer” “team Jordan”, mas sinto que isso promete se desgastar se explorado demais sem outros elementos à margem. Dessa forma fica um receio e uma curiosidade ao mesmo tempo sobre o futuro desses personagens em histórias próximas.
Em linhas gerais, Tocando as estrelas, foi um livro bom, não excelente ou marcante, apenas bom. Um livro que gostei de fatos e torci o nariz para outros, apesar de tudo não é um livro que eu deixe de recomendar exatamente pelos pontos positivos que quase se sobrepõem as minhas criticas, mas é um livro no qual eu digo: vá com mais calma, mais pé no chão e não com aquele monte de expectativas.

12 comentários:

  1. Oie,
    eu achei o livro bom tb, lerei a sequencia sem dúvidas, mas realmente não é um livro excepcional

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Thaila! Estou ansiosa para ler Tocando as Estrelas e espero ñ me decepcionar. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila,
    Estou com esse livro aqui em casa para ler e digo que estou curiosa principalmente pelo fato de acompanharmos um pouco mais a vida por trás das cameras, parece que essa parte foi bem feita. Espero gostar.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua resenha! Não li o livro ainda, mas a temática "atrás dos bastidores" me desperta curiosidade... Acredito, porém, que não deva ser tãããããõ envolvente assim. Mas acho que leria.

    Beijos
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olha, esse foi um livro que não me despertou a vontade de ler. E nem com resenha a minha ideia muda. Acho que não vou curtir.
    Até achei sua resenha interessante, mas não tô nessa vibe agora. Poréééém , você sabe muito bem que sou de lua né. Mudo de ideia rapidinho, rsrs

    Bjkssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  6. Vi uma resenha bem negativa esses dias e acabei desanimando :P
    Sem falar que triângulos é uma coisa que eu gosto, mas só quando eles tem fundamento.
    Acho que o livro ficaria melhor como filme sessão da tarde, kkk
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Infelizmente não me interessei muito pelo livro, gostei da capa e sinopse mas tem cara de mediano. Gostei da resenha, tirou algumas duvidas.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
  8. Tu leu minha resenha né? Enfim, eu não curti muito, achei ele bem mais ou menos. :(


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  9. Oi miga!
    Não sabia que são 3 livros, também desconfio que a autora não tenha "fôlego" pra tanto... bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Thaila!
    Esse livro é muito fofinho \o/ E acho que tem uma continuação \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  11. Não sei se é um livro que eu leria.
    Ainda não m decidi.... rsrs

    Beijo grande!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Thaila, acabei este livro estes dias, e apesar de não ter esperado muito dele, me surpreendi. Achei muito gostosa a forma como a autora contou a história. Gostei dos personagens, aliás, dos três. Uma pena que sejam 3 livros, acho que 2 estariam de bom tamanho.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa