Resenha O principe dos canalhas




-O Príncipe dos Canalhas –
Loretta Chase
Arqueiro, 2015
Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Estava bem ansiosa para ler esse livro e não era pra menos! Lorde Belzebu estava chegando para abalar geral!

Ela sabia −não foi isso que os instintos lhe disseram?− Que Dain precisava dela, que precisava de algo que ela tinha para dar.
Do que todo o ser humano precisava: de amor
Mas ele precisava de muito mais do que a maioria das pessoas, porque, aparentemente, nunca recebera qualquer fragmento de amor desde bebê.

Sebastian Ballister é o temido lorde Belzebu, apelido que o acompanha desde criança graças as suas feições mistas, oriundas de um casamento de um londrino e uma italiana, crescendo como um rejeitado pelo pai, abandonado pela mãe e caçoado por seus colegas de escola teve que aprender a defender-se com murros e atitudes que o fizeram ganhar o apelido de Belzebu.
Como sua aparência parece assustar a todos, ele se vale disso para intimidar e levar uma vida desregrada, motivada por jogos e orgias. Entretanto, quando suas ações prometem levar o jovem Bertie Trent a falência caso continue seguindo os passos de seu ídolo a irmã dele decide intervir.
Jessica é diferente de todas as mocinhas que já conheci! Ela é sagaz, tem uma língua afiada e não se deixa intimidar e sabe o que quer. Diferentemente de outras mocinhas que conheci na vida literária ela não tem receio de assumir que se sente atraída por Sebastian.

“Queria arrancar os sapatos e deslizar o pé coberto pela meia de seda por aquela bota, de cima a baixo. Queria deslizar seus dedos por baixo da camisa engomada que ele usava e acompanhar os contornos das veias e dos músculos do seu pulso e sentir-lhe a pulsação. Acima de tudo, queria pressionar seus lábios naquela boca dura e depravada e beijá-lo até perder os sentidos.” p. 44
“E meu, jurou ela, ao deslizar as mãos sobre aquele peito largo e rijo. Jessica o teria e o guardaria para si, mesmo que isso a matasse. Dain podia ser um monstro, mas era o seu monstro. Não compartilharia aqueles beijos tempestuosos nem aquele corpo grande e esplêndido com mais ninguém.” p.123

Tudo nele mexe com ela, todos os “defeitos” considerados por ele fazem com que ela se apaixone: as mãos grandes, o corpo alto e musculoso, o nariz. Agora Jessica se vê em um verdadeiro dilema resgatar seu irmão e regenerar um verdadeiro canalha e quer melhor forma que um casamento?

“Seu marido estava transformando uma simples atração física em algo muito mais complicado.”
“E, se ela não tomasse cuidado, poderia cometer o erro fatal de amá-lo.”p. 173

Mesmo não querendo em alguns momentos me vi sentindo pena de Sebastian, não que este lorde Dain precisasse de alguma, mas piedade por um menino jogado as traças, crescendo sem amor e com a rejeição por companhia, por isso fiquei contente em ver que caberia a uma mulher à altura do desafio colocar um pouco mais de cor na vida desse homem.

“Fez uma anotação onde indicava que ela não o achava repugnante e propôs varias explicações: (a) visão e audição prejudicadas, (b) um pequeno defeito em seu intelecto, que, em todos os outros assuntos, era impecável (c) uma excentricidade da família Trent ou (d) um ato de Deus. Como o Todo Poderoso nunca havia lhe concedido a dádiva de um único ato de gentileza em pelo menos 25 anos, Dain pensou que já não era sem tempo [...]”p.191

Claro que nem todas as ações de Sebastian têm fundamento, em alguns momentos quis dar umas cacetadas nele e dizer o quanto estava agindo como o pai, um homem a quem ele próprio repudiava pela ignorância e desmazelo!
Em suma, O príncipe dos canalhas é um romance de época que tem os elementos clássicos de uma história de amor, mas que se diferencia não só por tratar a beleza como uma relação de quem se olha, mas por fazer um personagem tão imperfeito quanto Sebastian se tornar adorável e por deixar aquela sensação de querer ter uma amiga como Jessica, sem dúvidas, todos os elogios que li a respeito tem fundamento e eu enquanto blogueira e leitora só venho a dar ênfase ao time de elogios, mais uma vez merecidos não só a Arqueiro como também a autora! Loretta seja bem vinda a minha estante!


12 comentários:

  1. Adorei a resenha Thaila!
    Sabe, não sou muuuuito fã de romances de época, mas estou muito encantada com a premissa deste livro, vou querer lê-lo certamente!
    Beijinhos
    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  2. Waaaa, Thaila! Assim como você, li muitos elogios sobre a obra. Acho que não vou me arrepender. Não sou fã de romances de época, mas acho que esse livro – em especial – tem tudo o que um bom romance precisa. Os personagens e o modo como interagem parece ótimo, haha. Quero logo ler esse livro.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!!

    Acho o 'nome' dele o máximo!!! Lorde Belzebu é tudo que eu nunca vi na vida num livro de época.

    Com certeza eu me divertiria muito lendo este livro!!

    Amei a resenha!!

    Bjkssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Oi Thaila, este livro é mesmo uma delícia! Você teve praticamente os mesmos sentimentos que eu tive ao ler.
    Lorde Belzebu entrou para o rol dos mocinhos inesquecíveis...
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila!
    Mal posso esperar para ler esse livro! A Arqueiro está trazendo romances de época ótimos e esse tem uma sinopse incrível, sem contar que a sua resenha me deixou com ainda mais vontade de ler.
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Menina, eu estou lendo esse livro beeem lentamente. Com a semana de provas na facul então, nem tive tempo de ler. Mas tô adorando o livro!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila!
    Essa será uma das minhas próximas leituras \o/
    BJks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Nossa! Faz muito tempo que não leio um romance de época!
    Parabéns pela resenha.
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Thaila.

    Amei a resenha. Esse Lorde Belzebu é mesmo muito interessante. Também não tenho muito o costume de ler romances de época, mas esse me deixou bastante curiosa.

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  10. Oi flor,
    Confesso que estou mega curiosa para conhecer esse livro como você, pois adoro um bom romance de epoca e esse promete deixar marcas. Adorei a dica. Gostaria também de deixar um convite hoje para dar uma passadinha lá no blog, pois postei um novo conto de minha autoria com direto a trilha sonora e tudo e adoraria saber sua opinião.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Dos livros de época da Arqueiro, a única série que me deixou curiosa foi da Julia Quinn que até tenho alguns livros. Mas como odeio ficar presa em série de livros ( porque a gente meio que acaba sendo obrigada a sempre pedi os livros das séries) abri mão. Assim que a série da Julia for toda lançada compro ♥ ♥


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  12. Oi Thai,
    Eu me arrependi bastante de não ter solicitado esse livro à Arqueiro :/ Apesar de não ser a maior das fãs de romances de época, de vez em quando é bom ler algo sobre o passado. E tanto romantismo sempre me derrete. <3 PS: também tem o fato de que adoramos personagens canalhas, né? kkkk

    Beijo,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa