Resenha Primeiro e Único




Primeiro e Único
Emily Giffin
Novo Conceito, 2015
Sinopse: Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.
Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.
A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.

“O amor sempre faz tudo parecer instável, e, quando pararmos para pensar nisso, tudo na vida é frágil, fugaz e, por fim, trágico.” p. 324-325

As amigas Shea e Lucy não poderiam ser mais diferentes. Enquanto Lucy teve uma vida estruturada e viu nos pais um caso de amor eterno, Shea viveu a dor da separação dos pais, Lucy é casada e com uma filha, Shea nem sabe se quer filhos, Lucy é empresária e Shea se acomodou na carreira de jornalista esportiva da universidade local, cobrindo o futebol americano, sua verdadeira paixão.
O que as une além da amizade é a admiração pelo treinador Clive Carr, pai de Lucy e uma espécie de ídolo para Shea.
Tudo fica confuso após a morte de Connie Carr, quando tudo parece fora do lugar e Shea percebe que precisa sair da estagnação em que se encontra e trilhar um novo caminho para si própria, desfazendo-se de amarras invisíveis que parecem fixá-la no lugar.

“Mas o futebol americano poderia me distrair do luto e da culpa, e, depois da morte da Sra. Carr, me peguei fazendo reflexões sobre a minha própria vida, de um jeito que antes eu evitava. Eu não conseguia lutar contra o sentimento de insatisfação pelo estado atual das coisas, tudo aquilo que sempre me fez sentir confortável e suficientemente bem. Meu relacionamento com corriqueiro com Miller. Meu carro e meu apartamento simples – os quais eu me recusava a ver como parâmetros de medição de vida de ninguém, muito menos na minha −, eram mais apropriados para uma garota com seus vinte anos do que para uma mulher com trinta e poucos.” p. 34

Um novo emprego, um novo começo e até mesmo um novo amor... mas seria ela capaz de dar este salto tão grande?
Muito bem moçada! Vamos a analise da trama. De forma geral posso destacar três elementos que fazem a trama ser boa: primeiro Emily sabe como conduzir uma trama levando o leitor a pensar, Shea esta completamente acomodada com a situação em que se encontra com sua vida, mesmo com alguns pontos negativos tudo parece estar bom, mas a partir do momento em que ela busca arriscar essa zona de conforto percebe que nem tudo é preto no branco. O mesmo acontece com nós mesmos quando decidimos dar uma guinada em nossas vidas, temos medo, excitação e principalmente mais gana de conseguir, nisso me identifiquei com a trama.
Segundo ponto: novamente o poder e a forma sábia de escrever de Giffin que faz com que ao mesmo tempo em que curtimos algumas atitudes de seus personagens, ficamos ensandecidos de raiva em outros. Shea e toda a sua trupe nem sempre se dão bem, fazem escolhas erradas que os tornam mais humanizados e imperfeitos, sendo fácil caracterizá-los como reais, estreitando os laços entre personagem e leitor.
Terceiro e talvez mais pessoal ponto: o futebol americano, descrito como uma paixão avassaladora e uma força motivadora que impulsiona sonhos e realizações. Eu gostei muito mesmo de conhecer mais desse universo, os lances, os campeonatos, tudo de forma bem natural, essa paixão foi importante para dar consistência a trama.
Já li boa parte dos livros da Emily e posso dizer que este é um dos melhores dela não só pelas minhas considerações, mas também porque ela sabe explorar bem uma situação atual, cutucar feridas, ir além do esperado e fazer seu leitor pensar, ter empatia por seus personagens, mesmo com alguns pequenos erros de concordância entre gênero e sujeito, mas não é nada que comprometa a trama. A capa tem tudo a ver com a trama, mas eu ainda acho que o titulo poderia ser menos previsível, entretanto nem tudo é perfeito! Mas espero que tenham curtido e principalmente dêem uma oportunidade a trama.

14 comentários:

  1. Oi Thaila, tudo bem?
    Eu também li este há pouco tempo e realmente a autora soube conduzir bem a trama.
    Também achei interessante a parte sobre o futebol americano.
    Ótima resenha.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaila,
    Meu primeiro e único contato com a escrita da autora até o momento foi através do livro O Noivo da Minha Melhor Amiga e gostei bastante. Ela consegue envolver o leitor em um misto de emoções de uma maneira leve, o que me agrada bastante.
    Gostei da sua dica e saber que esse é uma das melhoras obras dela. Fiquei curiosa para conhecer o enredo e saber qual foi o resultado de ter o futebol americano como cenário.
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila!
    Gostei muito da sua resenha, e do quote <3
    Li algumas vezes a resenha pra entrar no livro, parece ser um amor.
    Parabéns pela resenha, está linda, amei a dica, vou por no skoob, pra não esquecer o nome do livro.

    Beijos.

    www.modaeeu.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada da autora, mas estava curiosa pra ler uma resenha sobre esse livro, pq fiquei curiosa desde que vi o lançamento dele. É diferente do que eu costumo ler e acho sim que vale a pena dar uma conferida e ver como Shea vai dar uma sacudida no marasmo que parece ter se tornado a vida dela, hehe.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Não gosto muito desse tipo de livro, realmente não faz meu estilo de leitura.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila!
    Estou na metade desse livro, e hoje acredito que termino \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu quase pedi esse livro para leitura por ser da Emily mas confesso que quando li a sinopse fiquei com medo de não gostar... Agora que vi sua resenha voltou o toque de curiosidade para ler RSrs
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi amiga, gosto muito da autora, me envolvo nos enredo que ela desenvolve. Infelizmente, este eu ainda não li.
    Bjs,Rose.

    ResponderExcluir
  9. Olá Thaila,

    Gosto demais da escrita da autora e quero muito comprar esse livro ainda mais depois da sua resenha que menciona ser um dos melhores da autora....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oie!!! Saudade!!

    Então flor, acredita que eu não quis ler o livro por causa da capa?? rsrsrs. Sim, sou dessas.

    Mas você falou tãããão bem do livro que eu acho que vale a pena conhecer essa história, mesmo não gostando da capa. Afinal, não é a capa que faz um bom livro. Não é mesmo?

    Adorei sua análise final, e os três pontos positivos que citou. Com certeza vale a leitura!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Li apenas um livro da Emily Giffin e não gostei muito. Pra mim as primeiras impressões (ou primeiros livros que leio) me dizem um pouco sobre como o autor escreve, e por causa dessa minha regrinha nunca mais peguei um livro da Emily, mas estava pensando em dar mais uma chance a ela, graças a sua resenha que, a propósito, está muito boa.

    http://estantedeumafangirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie,
    Estou para ler esse livro e espero gostar, mas tenho lido muitas críticas sobre ele e o amor pelo futebol americano. Mas quem sabe eu me encante.

    Beijos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito das suas observações, Thaila, e de quando disse que esse é um dos melhores da autora. Estou com o livro aqui para ser lido e, apesar de gostar demais da autora, o último livro que li dela me decepcionou e estava um pouco com o pé atrás com esse. Depois de sua resenha minhas esperanças estão renovadas hahaha

    Beijos,
    Mari - http: //magialiteraria.net

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto da autora, mas acabei repassando o livro para outra resenhista do meu blog, mas depois de ler principalmente a parte final de sua resenha acho que vou compra-lo.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa