Resenha Um Perfeito Cavalheiro




Um Perfeito Cavalheiro

Julia Quinn

Arqueiro, 2014

Os Bridgertons - Livro 03




Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.


Benedict achava que ser um Bridgerton era um fardo às vezes. Sendo reconhecido apenas por matronas casadoiras e nas rodas de amigos como o n° 2 da grande família, ele é mais que um bom partido e um exímio esportista, ele queria que alguém visse algo a mais nele, e ela viu.
Ela é Sophie, a menina que sempre soube que era a filha bastarda do conde que a criou, mesmo sem o reconhecimento paterno ela foi bem criada e educada, até a chegada de Araminta, a nova condessa e de vias de fato sua madrasta, que juntamente com suas filhas fez de Sophie uma verdadeira Cinderela depois da morte do conde.
A situação de Sophie sempre foi muito bem delimitada pro sua madrasta: ela é uma criada, alguém para limpar urinóis, jamais uma dama, jamais frequentar bailes e ser cortejada por alguém da sociedade, Sophie era uma ninguém e continuaria sendo assim pelo resto da vida.
“ela era uma camareira. Uma criada. E a única coisa que a separava das outras camareiras e das outras camareiras e dos demais criados era que ela experimentava o luxo quando criança. Fora educada com carinho, ainda que sem amor, e a experiência moldara seus ideais e valores. Agora, ela ficaria eternamente presa entre os dois mundos, sem lugar definido entre nenhum deles.” P. 185
Apenas uma noite... e tudo mudou
Por uma única noite Sophie ousou ser alguém diferente do que era infligindo para ela, foi a um baile, dançou e se apaixonou por nada menos que Benedict.
“Mas, quando Benedict a beijou, ela se sentiu real.”p. 142
Todavia, a meia noite ela desapareceu e as conseqüências desse ato foram terríveis para ambos.
Dois anos não tiraram da mente ou do coração de Benedict quem era a misteriosa mulher do baile de máscaras de sua mãe, que fugiu à meia noite levando consigo sua devoção. Entretanto, ela mais parecia uma criatura mística por desaparecer tão rapidamente. Ainda nutrindo sonhos românticos com essa mulher sem rosto, Benedict não esperava se apaixonar por Sophie à primeira vista, ela era uma criada e isso escandalizaria Londres.
E ai nosso queridinho Bridgerton propõe que eles vivam um caso e isso Sophie jamais aceitará! Eis o impasse entre razão e desejo!
Gostei muito desse novo livro na saga familiar, o enredo sofrido de Sophie compadece e torci para que ela encontrasse a felicidade, tem um ar de conto de fadas que encanta! Nesse livro também pude perceber mais da genialidade da matriarca da família, Violet. Ela mostra-se mais sagaz nesse livro, transparecendo não só o amor pelos filhos, mas que os conhece muito bem.
É claro que Lady Whistledown continua mais sabida que nunca, quem seria essa mulher? Acho que estamos perto de conhecer sua identidade.... e vocês sabem que terminando esse livro é a vez de conhecer Colin, que pelo visto será uma história bem intensa.
Ai, ai, esses Bridgertons, tão maravilhosos!
 

14 comentários:

  1. Bom dia!

    Thaila, tudo bem?

    Adorei sua resenha, você conseguiu despertar o interesse pela leitura. Benedict é o tipo de mocinho pelo qual é impossível não suspirar.

    Bjss

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaila!!
    Essa série da Julia Quinn é puro amor!! Adoro acompanhar a vida dos Bridgertons e a leitura desse livro me encantou!! No entanto, meu favorito da série, até o momento, é Os Segredos de Colin Bridgerton *----*
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila!
    Esse livro é um encanto, né?
    Bjks!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Thaila!
    Sou louca para ler essa série, mas ainda não tive a oportunidade.
    Só pelas resenhas já me encantei por eles.
    Amei sua resenha. ^^

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. Estou pela primeira vez no blog e já estou seguindo :) Seu blog é muito bom !
    Quero muito ler "Um perfeito cavaleiro" , já vi muitos comentários sobre ele e todos foram positivos .
    Espero que minha expectativa seja satisfeita ...

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie Thaila =)

    Terminei de ler a quinto volume dessa série e esse é até o momento o meu livros favorito <3!

    Ótima resenha flor!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary




    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila
    fico lendo a resenha e encantado como vc escreve e a vontade que vc desperta em ler o livro.
    :**

    http://armazemdochef.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha! Vi que esse é o livro três, então acho que vou ter que correr atrás de ler os dois primeiros haha

    Beijos
    http://www.culturaliteraria.com/

    ResponderExcluir
  9. Gosto muito dos livros da coleção " tantas Julietas " kk é assim que chamo todos os livros que vejo o titulo julieta, mais eu já ouvi fala desse e já tenho a intenção de ler ele logo, parabéns pela resenha hehe.
    Abraços e Boa Semana!

    www.pedrosanttos.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Thaila, sua linda, tudo bem?
    Adorei!!!!! A autora criou a Cinderela de época!!!!! Sabe o que chamou minha atenção? Foi que ele se apaixonou por ela com máscara e depois como ela é sem a máscara: uma criada!!!! É ou não é o Destino??? Mas ele é um covarde, como assim propor isso a ela??? Não vejo a hora de ler!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Thaila =)
    Ahhh Os Bridgertons, os amo tanto, até agora só li os dois primeiros, mas em breve irei conhecer a história de Sophie e Benedict e me apaixonar por mais uma história de amor, sinto que esse livro me fará suspirar =).
    Adorei sua resenha.

    Beijos!!!
    @jannagranado
    @lpdiversao
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho o dom de ler alguns autores que vem para a Bienal do Rio depois da vinda deles e me arrependo completamente, por isso essa é uma série que quero ler o mais rápido possível para conhecê-la na Bienal. Ótima resenha, Thaila! Conseguiu me deixar ainda mais ansiosa.

    Beijos,
    Mariana
    http://magialiteraria.net

    ResponderExcluir
  13. Eu adorei esse livro! A série dos Bridgertons é muito amor <3 Benedict nunca foi bem explorado nos outros livros. Diferente do Colin. E eu to doidaaaaaaa pra ler o livro dele.

    Bjs

    www.oclubedameianoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa