Resenha A Dama da Meia-Noite




A Dama da Meia-Noite
Spindle Cove # 3
Tessa Dare
Gutenberg, 2015
Sinopse: Pode um amor avassalador apagar as marcas de um passado sombrio?
Após anos lutando por sua vida, a doce professora de piano, Srta. Kate Taylor, encontrou um lar e amizades eternas em SpindleCove. Mas seu coração nunca parou de buscar desesperadamente a verdade sobre o seu passado. Em seu rosto, uma mancha cor-de-vinho é a única marca que ela possui de seu nascimento. Não há documentos, pistas, e nem ao menos lembranças…
Depois de uma visita desanimadora para sua ex-professora, que se recusa a dizer qualquer coisa para Kate, ela conta apenas com a bondade de um morador de SpindleCove, o misterioso, frio e brutalmente lindo, Cabo Thorne, para voltar para casa em segurança. Embora Kate inicialmente sinta-se intimidada por sua escolta, uma atração mútua faísca entre os dois durante a viagem. Ao chegar de volta à pensão onde mora, Kate fica surpresa ao encontrar um grupo de aristocratas que afirma ser sua família.
Extremamente desconfiado, Thorne propõe um noivado fictício à Kate, permitindo-lhe ficar ao seu lado para protegê-la e descobrir as reais intenções daquela família. Mas o noivado falso traz à tona sentimentos genuínos, assim como respostas às perguntas de Kate.
Acostumado com combates e campos de batalhas, Thorne se vê na pior guerra que poderia imaginar. Ele guarda um segredo sobre Kate e fará de tudo para protegê-la de qualquer mal que se atreva atravessar seu caminho, seja uma suposta família oportunista… ou até ele mesmo.

Kate é uma mulher frágil e que desde pequena se viu no julgo de outras pessoas, primeiro as professoras do orfanato, depois caminhou muito até encontrar em SpindleCoveum lugar para si mesma, estabelecida como a professora de música da região Kate não tem muitas esperanças de casar-se, sua origem simples e a marca de nascença em seu rosto parecem afastar todo e qualquer pretendente, mas ela realmente não se importa, desde que tenha bons amigos ao seu lado e um teto sob sua cabeça.


"Minha vida toda", ela começou, com a voz falhando, "eu me apeguei a uns fiapos de memória. Não importava o quão triste era minha realidade, essas lembranças vagas me davam a esperança de que alguém, em algum lugar, havia gostado de mim, um dia. E eu sempre acredite, no fundo do meu ser, que algum dia alguém me amaria novamente." p. 203


O que mais incomoda Kate, entretanto, são as nebulosas imagens que ela guarda de seus primeiros anos na infância, algo parece indicar que ela ainda tem parentes no mundo e a vontade de descobrir quem eles se tornaa mais importante de suas missões.

Cabo Thorne, de quem pouco li, um homem fechado em si mesmo, com suas próprias amarguras e temores. Um homem que com certeza teria um passado nebuloso por trás de toda sua amargura e postura ranzinza... 


"Ela o observou naquele momento: braços cruzados, rosto duro, o olhar frio como gelo. Ele era uma armadura viva." p. 95


Quando uma família aristocrática pra lá de excêntrica crê que Kate é uma parente perdida  cabe a Thorne tomar parte na situação, protegendo-a, preservando-a. a chegada dos Gramercy em Spindle Cove promete agitar não só a pequena vila, mas como os sentimentos dos personagens.

A angustia de Kate em encontrar sua família atrelada ao anseio natural de Thorne de cuidar e proteger promete de deixar de olhos marejados e sorriso bobo na cara.

Eu adorei a história criada por Tessa, mais uma vez ela arrasou! A trama é gostosa de ler, tem aquela dose certa de drama, dois personagens sofridos, fechados para qualquer sentimento, sentindo-se indignos de qualquer felicidade que encontram num fingimento a alegria que precisavam. Ir descobrindo Thorne foi um prazer, cada página ele me conquistava um pouco mais, Kate também foi uma surpresa, parecendo tão frágil, tão quebrável, tão singela, tão empática, mas que se mostrou mais que uma mocinha rejeitada, ela desabrochou por completo, indo de um extremo ao outro, eu só conseguia abraçar o livro e dizer “arrasa, amiga!”

Thorne e Kate enquanto casal tem química e aquele ar de amor puro, desejo proibido. Eu me encantei com Kate, com a forma como a autora vai dando informações sobre Thorne, como se o próprio personagem estivesse confiando em Kate e no leitor para dividir sua história, seus mistérios e finalmente acreditando em um final feliz para si próprio.

Eu realmente fiquei com lágrimas nos olhos pela história, lágrimas de emoção e dos risos provocados pela família Gramercy, com as balinhas apimentadas de Tia Sagui, ou com as tiradas sarcásticas de Harriet. Leia e apaixone-se!

Parece clichê e repetitivo dizer que esse é o melhor livro da autora, mas de um jeito diferente cada livro dela me fez ficar apaixonada, Spindle Cove e seus personagens ficarão guardados para sempre na memória como uma das melhores leituras de todos os tempos!

7 comentários:

  1. Oi Thaila!
    Cada resenha dessa série só faz aumentar minha vontade de ler. Já gostei do livro só de ler sua resenha.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei desse livro (afinal, é Tessa Dare, hehe), mas confesso que esse foi o livro que menos gostei até agora. O cabo é muito teimoso, e me deu uma baita vontade de bater nele naquele final. Ainda bem que a Kate sabe bem o que quer, e não é mulher de abaixar a cabeça, hehehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, como vai?
    Ainda nao conhecia o livro, mas gostei bastante da resenha e da dica desse livro, parece muito bom.
    beijos
    www.garotadelicada.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Thaila. Parece ser um romance de época estupendo, sem falar que só vejo excelentes comentários sobre essa série. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Thaila!
    Tessa recebe muitos elogios dos amantes de romance de época. Ela é uma das autoras que ainda me falta conferir.
    Adoro um desejo proibido entre o casal. Parece que a história tem uma química diferente.
    Beijos
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila! Eu comecei a série por este e adorei a trama. Divertida e cativante na medida certa.
    Feliz Páscoa.Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Quero muito essa série, mas quando fui comprar na bienal passada, o livro 1 tinha acabado, então comprei o livro 2. Até hoje ainda não comprei o primeiro livro... mas está na minha lista de prioridade ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa