Resenha Cilada Para Um Marquês




Cilada Para Um Marquês
Escândalos e Canalhas # 1
Sarah MacLean
Editora Gutenberg, 2016
Sinopse: Sophie Talbot é conhecida pela Sociedade como uma das Irmãs Perigosas – mulheres Talbot que fazem de tudo para se arranjar com algum aristocrata. O apelido chega a ser engraçado, pois se existe algo que Sophie abomina é a aristocracia. Mas parece que mesmo não sendo uma irmã tão perigosa assim, o perigo a persegue por todos os lugares.
Quando a mais “desinteressante” das irmãs Talbot se torna o centro de um escândalo, ela decide que chegou a hora de partir de Londres e voltar para o interior, onde vivia antes de seu pai conquistar um título. Em Mossband, ela pretende abrir sua própria livraria e encontrar Robbie, um jovem que não vê há mais de uma década, mas que jura estar esperando por ela.
No entanto, ao fugir de Londres, seu destino cruza com o de Rei, o Marquês de Eversley e futuro Duque de Lyne, um homem com a fama de dissolver noivados e arruinar as damas da Sociedade. Rei está a caminho de Cumbria para visitar o odioso pai à beira da morte e tomar posse de seu ducado. Tudo o que ele menos precisava era de uma Irmã Perigosa em seu encalço.
O Marquês de Eversley está convicto de que Lady Sophie Talbot invadiu sua carruagem para forçá-lo a se casar com ela e conquistar um título de futura duquesa. Já Sophie tenta provar que não se casaria com ele nem que fosse o último homem da cristandade. Mas e quando o perigo tem olhos verdes, cabelos claros e a língua afiada?
Essa viagem será mais longa do que eles imaginavam…

Sophie nunca se ajustou bem à sociedade londrina. Oriunda de uma família que enriqueceu por meio do trabalho e consequentemente nada bem vinda ao circulo de nobreza da época, ela sempre preferiu a vida campestre aos requintados bailes, as comidas simples como pasteis e pães doces aos longos jantares, o mundo dos livros ao mundo das fofocas. Enfim, uma desajustada.

Os escândalos também são frequentes na família Tabolt, mas enquanto todos os demais membros lidam bem com os mexericos, Sophie se vê cada vez mais enfadada. A aristocracia com todas as suas leis e costumes machistas em nada agrada-a tanto que como gota d’água ela acaba brigando com o cunhado, que apesar de imponente homem social é um babaca na vida conjugal. 


"Elas nunca enxergaram a verdade — que as irmãs Talbot poderiam se casar com príncipes da família real e mesmo assim não seriam bem-vindas na Sociedade. A aristocracia tolerava sua presença porque não podia se arriscar a perder a inteligência do novo conde, ou os fundos que vinham com cada uma de suas filhas. Casamento era afinal, o negócio mais lucrativo na Inglaterra." p. 19


Ressentida e desejando liberdade, a bela decide que irá sair definitivamente de Londres, ir para sua cidade natal, casar-se por amor, abrir sua livraria. Mas primeiro ela precisa de uma carona e eis que surge Rei, o canalha do Marquês de Eversley.

Rei não quer nem saber de uma irmã perigosa na sua aba, ele sabe que com elas no encalço só há uma saída: o altar, lugar em que ele nem planeja subir... Rei é um libertino, um homem que brinca com as convenções e de cara tive aquele 5 minutinhos de raiva dele, mas não se deixe enganar por aquela carapaça... ele é muito mais profundo do que aparenta.

Como já é característico de Sarah não é um “não” que vai parar a sua protagonista feminina de conseguir o que quer, no caso Sophie quer sair de Londres e sairá a qualquer custo, Rei estando de acordo em ajudá-la ou não! A confusão ta armada gente.

Sob o título geral de série “Escândalos e canalhas” acho legal ressaltar que os inícios dos capítulos são como manchetes de jornais, isso é super legal, pois além de já dar aquela adiantadinha nas emoções do capítulo dão um charme a parte na trama!

Divertido, bem humorado, com aquele ar de romance de conto de fadas que tanto me atrai, a leitura flui super bem, Sophie  foi uma surpresa a cada página, uma encantadora surpresa também para Rei, não é que a mais “desinteressante” das Tabolts se mostrou a mais sagaz de todas, a mais sem medo, a menos estereotipada.

Com uma trama que convence e com todo o charme da escrita, Sarah se consagra no roll das escritoras que merecem elogios sempre! amei o primeiro livro dessa independente, importante ressaltar, aguardo ansiosamente o próximo livro que terá tudo para ser tão magistral quanto esse.

7 comentários:

  1. Achei lindinho. Gostei muito da resenha!

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Comprei "Cilada para um marquês" quase na mesma época em que foi lançado, mas envolvida no meio de um monte de coisas acabei não lendo... Caracoles sua resenha me deixou ansiosa para largar tudo e ir ali devorar esse livro...

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da autora, mas fiquei com vontade de ler esse livro. A capa é muito bonita, dá vontade de ler.

    Um abraço!
    http://meuslivrosesonhos.blogspot.com.br/2017/04/vestido-de-noivo-pierre-lemaitre.html

    ResponderExcluir
  4. Oie Thaila =)

    Eu tenho um pouco de pé atrás com os livros da Sarah MacLean. Li dois e não gostei muito, mas pretendo dar uma nova oportunidade para a autora e espero dessa vez me encantar com a narrativa dela.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha Thaila. Nem preciso dizer que amo romances de época, né? E esse então com leves toques de contos de fadas já me deixou mais que interessada. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila!
    Pela sua resenha já gostei da Sophie, leria o livro só por causa dela.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Thá,
    Adorei a resenha, já me interessei por ler esse livro!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa