Resenha Zac e Mia +Clube do Livro (Leitura de Setembro)




Oi gente, mais um mês ta indo e em contramão vem com tudo o Clube do livro, o tema do mês foi livro com pegada adolescente, então confere a minha dica de leitura!



Zac e Mia
A. J. Betts
Novo Conceito, 2015
Sinopse- A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso.
No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela.
Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente.
Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro?
Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Zac tem câncer, leucemia para ser mais exata, e apesar da doença ter tirado muito dele, incluindo o convívio com as pessoas que ama enquanto ele está hospitalizado e dos seus queridos animais, ele vive com um certo otimismo, tentando piamente superar as expectativas e ser mais um na porcentagem a vencer a doença.
A chegada de Mia ao hospital deixa a todos incomodados, além de ser um pouco intransigente a menina é o exemplo da negatividade, ninguém sabe bem o que ela tem ou porque é tão amarga. Assim sendo, ela e Zac não teriam nada para compartilhar, mas por serem vizinhos de parede e pelos acasos da vida eles acabam por criar uma espécie de vinculo entre as quatro paredes hospitalares.
“Como alguém pode compartilhar segredos com outra pessoa, enviados de um lado para o outro no silêncio da madrugada, mas não sabe coisas básicas como em que bairro o outro vive ou o seu número de telefone?” p. 108
Só que quando os caminhos se descruzam a vida parece ter tomado um outro ritmo, mas quando menos eles esperam irão se reencontrar e ao mesmo tempo encontrar na amizade a força que necessitam não só para enfrentar uma doença, mas para a vida. Afinal, sem amigos o que somos?
No começo me encantei por Zac e não gostei de Mia, a soberba da menina me deixaram com raiva, ela parecia superior, ou tentava, mas conforme as páginas iam passando consegui vê-la como a menina que não queria pena, não queria que as pessoas se afastassem então ela se afastava, ela estava preparada para dor e fechada para o restante da vida, por isso tanta amargura. Sem contar que não sei como eu enfrentaria a situação que ela passa na trama, no fim, acredito que Mia seja corajosa.
“Gosto quando ela é dura comigo, sabendo que posso agüentar. Ela não fica cheia de cuidados ao redor das coisas ruins nem esconde o que está pensando. Se ela sente alguma coisa, ela diz. Ela mostra. Ela diz e faz todas as coisas que os outros escondem. Ela não é previsível nem segura. Ela não fala besteiras, da forma como a maioria das garotas fala. Ela está viva, apesar de tudo, chutando, gritando e praguejando. Lutando, apesar de tudo.” p. 206
A relação de amizade de Zac e Mia vai além dos muros do hospital, ou do enfrentamento de uma doença tão triste e por muitas vezes destrutiva, essa amizade antes considerada impossível, mostra a força do amor para se levantar da dor, o humor, a coragem e a beleza da trama expandem a questão do câncer. Tenho tido muitas leituras proveitosas estes tempos, Zac e Mia cumprem brilhantemente a missão de emocionar e mostrar um outro lado da doença... simplesmente encantada!
Emocione-se, encante-se, viva a história!


13 comentários:

  1. Ownnn ♥ Que amor!!!
    Amo sick-lit!! Claro que vou amar este livro!!
    Adorei a resenha!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie Thaila =)

    Eu acabei gostando mais desse livro do que imaginava ao começar a leitura, sabe. Não derramei uma lágrima, mas de uma forma silenciosa me emocionei muito com a história. Um dos melhores livros que li esse ano.
    Ótima resenha!

    Beijos e um bom final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  3. Deve ser uma história bem emocionante, né? rs
    Eu acho que não li porque não estou muito no clima pra sick-lit. A sinopse me lembra alguns outros romances, e eu sempre acabo em choro. Então deixo pra um futuro próximo. kkkkkkk
    Super gostei da tua resenha, Thaila.
    Beijos
    Danni
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir
  4. Adoreii, deve ser muito bom rsrs bjooos linda ! E sucesso ..
    www.mundodasfashion.com

    ResponderExcluir
  5. Adoreii, deve ser muito bom rsrs bjooos linda ! E sucesso ..
    www.mundodasfashion.com

    ResponderExcluir
  6. Thaila!
    Muitos blogs tem se identificado com Zac e dizem que a Mia é cheia de coisa.
    E ainda tem comparado com A culpa é das estrelas. Como não li nenhum dos dois, nem posso dizer.
    Obrigada pela visita.
    “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.”(Vinicius de Moraes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  7. Oi querida,
    Esse livro esta na pilha de leituras da mamy, mas parece ser muito interessante e com uma linda lição, se puder também quero ler. Enfim se puder dar uma passadinha lá no blog tem o segundo post sobre a Bienal com dicas de nacionais.
    Beijos
    Raquel Machado.
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2015/09/bienal-do-rio-2015-parte-ii.html

    ResponderExcluir
  8. Eu normalmente fujo deste gênero de livro, mas estou revendo esta atitude pois perco muita literatura boa por medo do sofrimento. Gostei muito de como você descreveu os personagens e fique bastante interessada na leitura

    Abraços
    Gisela
    @LerparaDivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  9. Oiee.

    Li esse livro e não gostei tanto. Claro que a leitura tem seus lados bons, mas não me pegou como esperava

    Beijos
    http://www.amorliterariooriginal.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá... tudo bem???
    Bom eu sinceramente não curto a essa temática, então é um livro que não pretendo ler de jeito nenhum rs... porém ele tem o charme que os leitores curtem e a história de vida dos personagens que podem trazer lições e até reflexão... eu não curti a capa desse livro a achei estranha... mas enfim... pode ser que seja pertinente ao enredo... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pela resenha Thaila! Estou ansiosa para ler Zac & Mia! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Thaila, inicialmente não me interessei pelo livro, porque estou cansada de Sick-lit, mas gostei de saber mais sobre a história. Valeu a dica. Beijos, Mi

    Blog Recanto da Mi

    ResponderExcluir
  13. Olá Thaila. As resenhas que leio falam mal da Mia mesmo. hahahaha. Mas eu não leria este livro pelo fato da doença e tudo o mais, apesar de ler outros assim. Acho muito clichê para o momento. Quem sabe mais para a frente eu tente e olha que nem li A Culpa é das Estrelas ainda...

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa