Resenha Como Tatuagem




Como Tatuagem
Walter Tierno
Verus, 2016
Sinopse: Artur é um cara rico, superficial e egoísta. Bonito e popular entre as mulheres, não tem o menor respeito por elas — sua vida amorosa se resume a colecionar parceiras na cama. Essa rotina de prazeres e privilégios é interrompida quando ele sofre um grave acidente de carro. Para ajudá-lo a se recuperar, sua mãe contrata a fisioterapeuta Lúcia.
Desde criança, Lúcia sofre o preconceito que persegue os portadores de vitiligo. Sua mãe sempre esteve presente para apoiá-la e fazê-la enfrentar os obstáculos que a vida lhe impõe. De temperamento doce, porém decidido, Lúcia tem uma consciência peculiar e aguda sobre o mundo. Mas, quando se vê sem o amparo materno, suas certezas desabam.
O encontro de duas pessoas tão diferentes vai gerar muito atrito, mas com o tempo Lúcia e Artur vão descobrir algumas das infinitas facetas do amor e, entre conquistas, medos, perdas e paixões, verão suas vidas transformadas para sempre.


“Ele já teve muitas mulheres em sua cama. Mas quantas no coração?” p. 274

 
Arthur é um daqueles caras privilegiados, mas que acham que a vida tem que girar em torno do umbigo deles. Ele podia ter tudo, ser o que almejasse e desejou ser um playboy sem o mínimo de respeito pelos demais. Arrogância é seu nome do meio.

Confesso que no começo detestei Arthur, seria difícil ter uma outra visão dele: o cara arrogante, que se acha dono do mundo, o pegador, o ditador da beleza, o “cara”. É difícil gostar de uma pessoa assim, tão negativa, tão irrelevante, daquelas que conseguem te por pra baixo na hora, com um olhar.

Já Lúcia é o contrário, a boa moça, a filha dedicada, a excelente fisioterapeuta... Lucia carrega uma grande carga de dor em sua alma, isso por conta do preconceito, a jovem tem vitiligo e por causa da ignorância e maldade das pessoas, ela tem que lutar quase que diariamente contra olhares e até verbalizações ofensivas, ao ponto de que ela tem que se esconder por meio de maquiagem.

O caminho desses dois não poderia ser mais diferente, mas quando a irresponsabilidade de Arthur atrelada a capacidade de Lúcia cruzam novamente esses caminhos seria um começo, ou melhor, um recomeço para os dois.

Confesso que quando li a sinopse de “Como tatuagem” o que me deu aquele “tchan, preciso desse livro” foi a sinopse, eu sabia que algo aconteceria com Arthur e eu simpatizei com sua situação logo de cara, mas conforme fui lendo, vi que não foram as circunstâncias que iria fazê-lo mudar, até porque ele continua sendo um babaca com tudo e com todos, uma prova de que nenhuma mudança parte do exterior, mas de dentro de nós mesmos primeiramente.

Já Lúcia também teve sua cota de problemas, de decepções e perdas, mas ela é uma das pessoas mais resilientes que conheci, ela é forte, determinada e é lindo ver a relação dela com a mãe, o companheirismo que ela tem com aqueles que o cerca.

O que mais gostei na trama foi trazer dois personagens que não são corriqueiros em romances, parece que ainda há um tabu em lidar com o novo, com o que sai do “padrão” e Walter quebra isso de maneira muito humana, pois em todo o momento eu senti isso na história. Em cada página uma situação escrita para gerar uma emoção, uma reação!

A leitura foi extremamente positiva. Um livro que desperta amor, empatia, raiva, sorrisos, lágrimas, uma trama de grande sucesso e como o próprio título já diz, fica gravada “como tatuagem”.

9 comentários:

  1. Assim que comecei a ler a sinopse, pensei: "nossa, que mocinho babaca". Mas aí quando cheguei ao final, já estava curiosa. Bom saber que o livro não decepciona. Adoro ver esses opostos se atraindo. E nunca li nada envolvendo vitiligo. Gostei demais, vai pra listinha!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaila!
    Como a Su comentou, eu já detestei o mocinho na sinopse. Mas a sua resenha me deixou curiosa, pelo visto se eu ler irei mudar de opinião em relação a ele.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila! Li uma resenha bem negativa deste livro e acabei não ficando animada para ler, mas a sua me deu outra visão da história. Acho que preciso conferir e ver o que acho.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Gostei da sinopse, me chamou atenção!
    Fiquei com vontade de ler hehehe

    Beijos

    http://platinarosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Thaila =)

    A sua é a segunda resenha que leio desse livro e confesso que se passasse por ele na livraria nem prestaria atenção rs...

    Mas tanto os seus comentários positivos como os que li na Estante da Ale, me deixaram bem curiosa para conhecer a trama agora.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila, tudo bem?

    Sou apaixonada por livros que quebram tabu e nos mostram personagens totalmente diferentes do comum. Fiquei curiosa com o desenrolar da história e de como os personagens irão ser construídos a longo prazo. Irei adicionar a minha lista. Parabéns pela resenha!!!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila, tudo bem?
    A sinopse do livro é interessante e sua resenha me deu muita curiosidade de saber se o Arthur chega a mudar e se esta mudança é realmente convincente. Valeu a dica.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha Thaila. Não conhecia o livro e achei o mote bem interessante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Fui uma das primeiras a resenhar este livro, inclusive estou na orelha, rsrs. Você viu?

    Eu adoro este livro!! Muito!! Com todos seus mimimis, loucuras, irresponsabilidades, e tudo que tem direito! Amo!!

    Bjksssss

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa