Resenha Parkinson





PARKINSON
Como Entender e Conviver com a
Doença de Parkinson

A partir da perspectiva de um portador de doença de Parkinson o leitor irá entender como ele afeta a vida cotidiana e como é possível lidar com os problemas provocados por ela.

O livro é uma introdução ao tema e apresenta informações úteis de como as pessoas podem ajudar os portadores de Parkinson.

Ele vai auxiliar familiares, amigos, cuidadores e profissionais de saúde a entender e melhorar o relacionamento.

Conheça David, que tem a doença de Parkinson. A partir de sua perspectiva, ele ajuda o leitor a compreender o que é a doença de Parkinson, como ela afeta a vida cotidiana e como é possível lidar com os problemas provocados por ela. David também dá conselhos de como as pessoas podem ajudar quem tem Parkinson.
O autor fornece informações acessíveis sobre uma doença complexa através da experiência de David, que tem Parkinson. Este livro é um ótimo guia para compartilhar com a família, os amigos e os profissionais da saúde na procura por uma compreensão pessoal sobre esta doença.


Quando recebi esse livro me surpreendi, primeiramente conheço muito pouco sobre a doença, basicamente o que aprendi com o senhor Wikipédia, em linhas gerais a doença se caracteriza por uma:

degeneração e morte celular dos neurônios produtores de dopamina. É portanto uma doença degenerativa do sistema nervoso central, com início geralmente após os 50 anos de idade. É uma das doenças neurológicas mais freqüentes visto que sua prevalência situa-se entre 80 e 160 casos por cem mil habitantes, acometendo, aproximadamente, 1% dos indivíduos acima de 65 anos de idade. (Wikipédia, acesso em 19/06/14)

Em segundo realmente achei que era um livro mais voltado para o público médico ou que tenha alguma ligação com a doença. Esperava uma série de termos médicos que me deixaram boiando, ao contrário, fui recebida para uma leitura dinâmica, leve e principalmente esclarecedora.
Em curtos capítulos o autor, Alan, apresenta a doença de forma a explicar as linhas gerais da doença sem perder a essência explicativa. Conheci mais e principalmente descobri algumas informações relevantes, como por exemplo, que o Parkinson afeta o sono do doente, já que os tremores são involuntários. Isso nunca havia passado pela minha mente!
Outra informação relevante é que em todo o país, o nosso Brasil, estão localizadas organizações que ajudam pacientes e seus parentes que convivem com essa doença. Vale a pena ter acesso a essa lista! Outra descoberta relevante.
Ler esse livro me deixou impressões muito boas, realmente me surpreendi e me envolvi, li rapidinho, o livro em si é curtinho, entretanto as informações ali presentes são maravilhosas e enriquecedoras. Todos os curiosos de plantão deveriam ler e conhecer mais da doença, desmistificar seus pré-conceitos e acima de tudo aprender.

28 comentários:

  1. Thailinha, muito bom saber que tem livro explicativo sobre a doença e, principalmente, voltado para leigos. Deve ser uma aflição enorme ter um parente acometido, pq os danos vão se agravando. Tive um paciente com Parkinson uma vez, mas os medicamentos melhoram muito os sintomas e retardam o agravamento da doença.
    Boa indicação.
    Beijooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pensei em você, acho que ia te fazer bem até pelas suas questões profissionais

      Excluir
  2. Bem interessante esse livro, não p tipo que costumo ler mas acho que informação nunca é demais né?
    Beijos,

    Amanda
    Divã Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me foi uma surpresa, entretanto uma agradável surpresa

      Excluir
  3. Oi Thaila!
    Essa é uma leitura bem diferente, mas acho muito útil. Vai ajudar bastante quem tem algum familiar com Parkinson.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem não tem também, pois ajuda a pessoa a quebrar preconceitos

      Excluir
  4. Oi, Thaila!
    Geralmente não é meu tipo de leitura, mas, acho que seria muito interessante ler esse livro. Sou super sensível em relação a doenças, e mal posso imaginar a dor de ver alguém que você ama sofrendo assim, aos poucos, mas com certeza é o tipo de livro que eu leria apenas pelo conhecimento.

    Beijos, Gabi Prates
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é complicado, mas tendo apoio de materias e de centros especializados comi é divulgado no livro ajuda e muito

      Excluir
  5. Oiee ^^
    O que eu sei sobre a doença foi o que o Dr. House lidou nos episódios da série, e só. Não sabia que tinha um livro sobre isso, mas achei bem interessante. Não é o tipo de livro que eu leio, mas com certeza o leria.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Uau! Não sabia que existia um livro tão interessante sobre a doença.
    É bacana nós leigos no assunto, saber um pouco mais.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É até interessante divulgar esse conhecimento

      Excluir
  7. Bom, apesar de nao ter nenhum parente ou algo assim com isso, eu acho sempre bom ler sobre tudo, me considero loucamente apaixonada pelo conhecimento, e nunca sabemos o que vai acontecer no futuro, nao e? Afinal, ninguem sabe. Otima resenha. Beizitos *o*

    conclusoesnoturnas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso também é uma das coisas que tenho em mente, não é porque hoje não conheço ninguém com a doença que vou ignorá-la

      Excluir
  8. Interessante! Conhecimento nunca é demais, acho que eu leria se tivesse oportunidade. Apesar de não ser da área da saúde, gostaria de saber mais!!

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É como você disse, é conhecimento, é aprendizado

      Excluir
  9. Nossa, achei super interessante o livro, nem sabia que existiam livros assim que não fossem próprios de Universidades na área da Saúde e tal. Muito legal mesmo!
    Amei o blog, já estou seguindo aqui :) Beijos, http://leiturasemfrescuras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Mbooks se preocupa em trazer ao mercado livros que ajudem a conhecer e desmistificar fatos, como é o caso dessa doença

      Excluir
  10. Oi Thaila,
    Tudo que sei sobre a doença, foi o que aprendi em seriados e reportagens na Tv, mas achei a proposta do livro interessante, principalmente para alguém que tem um familiar com a doença.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente um livro de múltiplas aprendizagens

      Excluir
  11. Oie, tudo bom?
    É uma narrativa bem diferente do que estou acostumada, mas achei bacana o que você disse. Muitas vezes não sabemos os detalhes de uma doença e acho bacana obter algum tipo de informação.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sem dúvida disse tudo, é a prova que mesmo um livro com uma pegada diferente faz bem

      Excluir
  12. Oii,

    Eu também só conhecia a doença pelo google :( É engraçado como eu nunca procurei saber mais sobre isso... Fiquei feliz em saber que o livro não é com termos tecnicos e quando tiver uma oportunidade vou ler :)

    Beijinhos,
    entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br
    EC&M

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além de conhecimento, é uma leitura fluida

      Excluir
  13. Olá Thaila,

    Não conhecia o livro, mas gostaria de ler, acho bem interessante e muito válido....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é muito bacana quando nos deparamos com livros de uma essência diferente, mas que conquistam!

      Excluir
  14. Oi Thaila,
    Sabe que tenho muita curiosidade nesse livro, afinal é uma doença bastante presente atualmente. Além de ser triste para quem vê a pessoa amada esquecendo bons momentos e até as pessoas mais próximas.
    Belas palavras e creio que o mundo todo deveria ler.

    Beijocas Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu conheci sobre essa doença devido a minha formação em psicologia. Temos psicologia do idoso e psicologia hospitalar, por exemplo, que nos oferecem um ponto de vista abrangente sobre a doença e como ela pode afetar a vida pessoal e familiar do sujeito. Mas foi vendo ao vivo, conhecendo uma pessoa próxima que desenvolveu a doença, que realmente entendi o quanto ela é limitante. Não poder servir sua própria xícara, não poder levá-la aos próprios lábios sem derramar, não poder segurar objetos pequenos ou frágeis… Tudo isso me deixou ainda mais próxima da doença. Há alguns dias li uma notícia de uma menina de 11 anos que criou um copo para o seu avô com Parkinson. Achei lindo o gesto dela. Algo simples como beber se torna um desafio quando a doença está num estágio avançado. E a pessoa ciente de tudo aquilo, nossa, torna tudo mais difícil. Ela está ciente da própria debilidade e da sua dependência dos outros. É triste.
    Gostei de saber que há um livro sobre isso. Eu espero lê-lo um dia.
    Beijos, flor!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa