Resenha Belgravia




Belgravia
Uma história de segredos e escândalos na Londres dos anos 1840.
Julian Fellowes
Intrínseca, 2016 

Sinopse: Uma nova saga histórica, fascinante e irresistível, repleta de segredos e escândalos.
Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.
Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.
No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square.

“O passado como já foi dito tantas vezes, é um país estrangeiro no qual as coisas eram feitas de forma diferente. Isso pode ser verdade – de fato, evidentemente é verdade quando se trata de moral ou de costumes, papel das mulheres, do governo aristocrático e de um milhão de outros elementos de nossa vida diária. Mas também há muitas semelhanças. A ambição, a inveja, a raiva, a avareza, a bondade, o altruísmo e, sobretudo, o amor sempre foram e sempre serão poderosos a ponto de motivar as nossas escolhas.” p. 9

Arrebatador! Viciante! Inesquecível!

Estes adjetivos facilmente se encaixam como uma tradução à Belgravia! Como vocês sabem eu amo os romances de época, eles são uma fonte inesgotável para as melhores viagens a história e aos costumes, mas confesso que estou mais acostumada a ler romances mais açucarados e Belgravia é uma incursão à uma outra faceta de Londres do século XIX.

O título vem do próprio bairro de Belgravia em Londres, atualmente é conhecido por suas propriedades residenciais e é um dos bairros mais ricos do mundo. E Julian nos faz viajar no tempo, no ínicio desse bairro, das histórias que ali foram construidas.

Londres do século XIX foi marcada pela luta incessante contra as forças de Napoleão, talvez a passagem história mais importante (e lembrada) tenha sido a Batalha de Waterloo, mas também histórico e inesquecivel foi o baile oferecido poucas horas antes da iminente batalha. 

Também sendo uma cidade em constante expansão, a nobreza deve começar a conviver com os chamados “novos ricos”, aqueles que lutaram com suor e garra pelo dinheiro, mas que não possuem títulos, como é o caso de James Trenchard, um dos homens de confiança do imponente duque de Wellington. Apesar de conter o que é relevante para a sociedade, os Trenchard não tem o status e são relegados a lutar por espaço em meio aos nobres, fato que muito incomoda a senhora da casa, Anne. 

Sophia Trenchard é como o pai, uma alma brava e cheia de vontades e que não vê no status uma negatividade a ponto de separá-la de seu grande amor Edmund Bellais. Mas tudo muda no baile de Richmond.

Muitas vidas foram ceifadas após aqueles doces momentos de danças e conversas. Edmund estava morto e muitas reviravoltas ocorreram após esse fato.

Mais de vinte anos depois a família Trenchard, mais rica e poderosa encara a família Bellais, trazendo a tona segredos e revelações que podem mudar muitos destinos.

Edmundo, Peregrine, Caroline, Grace, John, Stephen, enfim a família Bellais...
... Sophie, James, Anne, Oliver, Susan Trenchard...

Quem na verdade são? O que escondem? Qual a verdade? Quais suas intenções?

Mesclando fatos reais, locais e história Julian faz um excelente trabalho ao caracterizar seus personagens e seus segredos, dá uma sensação de que a ficção realmente existiu, que a história dos Trenchard e todas as suas interligações foram reais e que o belo bairro foi palco dessa e de tantas outras histórias.

Cheio de intrigas, luta pelo poder e ganância Belgravia busca ser um retrato fidedigno da sociedade e dos costumes. Não há mocinhos ou vilões, mas cada um é motivado pelo que crê ser de direito ou pelo que almeja.

Diferentemente de outros livros, neste a questão da lealdade e da voz da criadagem foi explorado, afinal quem conhece melhor os segredos de uma família do que aqueles que a servem? Pela primeira vez vi em um romance esses personagens secundários terem tanta participação à trama central.

Eu simplesmente fiquei encantada quando recebi o convite para essa parceria pontual e ter a oportunidade de ler este incrível romance! A capa traz toda a imponência da história e uma trama divida em onze capítulos avassaladores é um prato cheio para uma mente fértil começar a imaginar, investigar junto com os personagens... É de instigar, de tirar o fôlego, de prender. É uma daquelas histórias que quando terminam dá aquela nostalgia boa, aquela saudade dos personagens.

OBS: é relevante salientar que a trama Belgravia foi lançada pela editora Intrínseca na versão e-book, sendo que a disponibilidade dos capítulos que compõem a trama era feita semanalmente, graças ao grande sucesso a editora fez o lançamento impresso com uma diagramação especial e acabamento simplesmente perfeito! O sucesso da trama reflete-se pelo apelo do público pela impressão da trama.

7 comentários:

  1. Oi Thaila!
    Adoro histórias que misturam verdade com ficção. Ainda não conhecia esse livro mas parece ser ótimo. Quero ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Eu comprei o ebook,pois fiquei bastante curiosa com essa história. Tenho certeza que será um livro bem diferente daqueles que estou acostumada.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Thaila. Sou apaixonada por romances de época e com certeza pretendo ler esse livro. Só ouço ótimos elogios a respeito de Belgravia. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Thaila, tudo bem?
    Sua resenha me deixou muito curiosa a respeito do livro. Gosto muito de romances que se passam na era vitoriana, e espero ter a oportunidade de ler este.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu estou lendo esse livro e estou amando. Já cheguei na parte de um segredo, mas tô achando que vem mais surpresa por aí.... Gente, que livro!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  6. Nem é meu gênero mais querido, mas acabei de colocar este livro na minha lista de desejados. Adorei a resenha. Impossível não querer ler o livro depois disso.

    Quero!!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  7. Olá Thaila!

    Concordo com o que disse sobre os romances de época. Eles nos levam em uma deliciosa viagem no tempo e fiquei muito curiosa com Belgravia. Ainda não conheço a autora, mas sendo Íntriseca, é garantia de sucesso.

    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa