Resenha Um milhão de motivos para casar




Um milhão de motivos para casar
Jessica Wild # 1
                                                         Gemma Townley
Galera Record, 2015
Sinopse: Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton.
A questão é que... bem... Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo.
Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.

Jess tem uma missão: se tornar a senhora Milton em 50 dias e enfim receber a herança que sua amiga Grace lhe deixou, nada mais, nada menos que quatro milhões de libras!
Peraí produção, como assim?
Explicando: Jess é uma moça simples, apagada por sua baixa estima e consequentemente tem todos os hábitos de uma pessoa insegura: acha que nunca merece o que tem e ao mesmo tempo acha que nunca terá o que almeja. Criada pela avó autoritária ela cresceu com esse estigma de ser indesejada e de sempre ser abandonada por todos que ama, quando a avó vai para uma casa de repouso, Jess conhece a doce Grace, uma senhora simpática e atenciosa que se torna uma família para a mocinha após o falecimento da tenebrosa matriarca da família Wild.
“Meu Deus, para uma pessoa considerada inteligente, você é uma idiota quando o assunto é homem.” p. 127
Grace, uma romântica incurável estava sempre querendo saber da vida amorosa da amiga, e então Jess, numa tentativa de acalmá-la começa a inventar uma fantasiosa e melosa história de amor com seu chefe Anthony, com quem em seu delírio chega até mesmo se casar, dando assim o consolo que Grace tanto esperava.
Após a partida de Grace, Jess se encontra como única beneficiária da fortuna da família Hampton, mas a fortuna foi deixada para a casada e feliz Sra. Milton e não para a amarga e desacreditada no amor Srt. Wild.
Agora ela tem duas opções: para ganhar o dinheiro deve se casar com seu chefe bonitão, ou perde o dinheiro e se afunda mais nas dívidas... só que além de não acreditar em amor, Jess não faz o tipo de Anthony.
“Esse é o problema dos livros e dos filmes românticos. Eles confundem as pessoas [...] Antigamente, casamento tinha a ver com dinheiro, posse de terra, fundo genético, até diplomacia internacional. Naquele tempo, as pessoas sabiam muito bem o que esperar de um casamento, concorda? Agora todo mundo espera estrelas e arco-íris, não é de se admirar que todos acabem tão decepcionados” p.311/312
No começo pensei que ia ser mais um chick lit como qualquer outro, uma comédia romântica sem pretensões, mas “Um milhão de motivos para casar” me deixou extasiada e decepcionada ao mesmo tempo. Fiquei em êxtase porque eu adoro chick lits e a autora soube dar aquela pitada de humor que eu tanto gosto e deu uma virada na história tirando um pouco da previsibilidade que a sinopse e as próprias ideias iniciais do leitor possam dar, isso deu um ar totalmente novo.
O que me incomodou e muito ao longo do livro foi essa ambição cega da Jess, ao mesmo tempo em que ela não queria este jogo de sedução a lá “cão e gato” com seu chefe bonitão ela parecia mais do que disposta a conseguir este dinheiro custasse o que custasse, incluindo enganar um homem que ela não ama, fazê-lo se casar com ela, receber o dinheiro e depois, caso precise, “olá divórcio”, a autora deu uma ênfase que por dinheiro vale tudo que não me agradou, esta foi a primeira impressão que a história me deu quando terminei de lê-la.
Mas depois de poder assentar meu pensamento percebi que além de entreter o livro conta ao mesmo tempo a busca de uma mulher por sua herança, “Um milhão de motivos para casar” mostra a saga de uma mulher para recuperar sua valorização pessoal, seu amor próprio e debate os relacionamentos atuais, os romances e até mesmo a falta destes na vida das pessoas que se veem cada vez mais atraídas pelo dinheiro colocando em detrimento valores e sentimentos, tendo que aceitar as ações oriundas de suas escolhas. Não que perceber isso tenha amaciado minha antipatia por Jess, mas me ajudou a compreender melhor do que a autora se vale para construir seu enredo: a sociedade contemporânea.
Como todo o chik lit você pode esperar que Jess se meterá em muitas confusões, muitas trapalhadas e no meio do caminho você se pegará rindo do “Projeto Casamento” e como todo bom livro terá aquela personagem pirigueti invejosa que adora atormentar a mocinha e o mocinho mais fofo de todos, aquele que VOCÊ quer pra casar.
Não é o melhor do gênero que já li, como disse essa ambição e manipulação de Jess me incomodaram, mas como dizem a gente colhe o que planta e a história mostra bem isso, portanto, é um livro mediano a meu ver, nem tão bom, nem tão ruim, uma leitura mais leve.

10 comentários:

  1. Oie!
    Eu ainda não li esse livro, e acredito que vou gostar dessa trama bem leve. Vou anotar essa dica, e procurar o livro para ler \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  2. Gosto dessas histórias divertidas, leves e que me fazem viajar,ahahahah :)
    Gostei muito da sua resenha.

    ei, pode me mandar um oi no e-mail carolina.hermanas@yahoo.com.br? tô montando um projeto e preciso da sua ajuda :)

    beeijos
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila, sua linda, tudo bem
    A capa desse livro é bem fofa e delicada, só pela autora trazer algo novo no gênero chick lit que tanto gosto, já chama minha atenção. Uma pena mesmo foi o comportamento da personagem, se a intenção da autora foi transmitir a mensagem de que isso é errado, tudo bem. Espero que ela tenha tido um final que corresponda a essa lição. Independentemente disso, sua resenha ficou ótima, bem argumentada.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Mas tem gente assim né, você sabe bem disso.
    Adorei a resenha!!!!

    Pena que o livro não foi 100%, mas tenho certeza que se divertiu!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila, tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, aliás eu gosto da maneira como você sempre nos mostra o quanto gostou ou não de uma leitura.
    Eu não conhecia o livro, e apesar de amar o tema, não me senti com vontade de ler. Quem sabe algum dia?
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila!
    Gostei de sua resenha, pena que não foi boa sua primeira impressão,mas logo depois pensou e algo mudou!
    bjus
    Fabi

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila! Eu gostei, mas esperava bem mais deste livro e da autora que sempre vi sendo muito elogiada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaila
    Estou querendo esse livro já tem um tempinho, gosto muito de chick lits, mesmo sabendo que ele não é um dos melhores, como você disse, ainda estou curiosa pra saber como essa história vai se desenrolar :D
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  9. Oii , tudo bem? Não conhecia o livro, mas gostei de conhecer. Adorei a capa e a sinopse é bem legal <3 Já estou um pouco cansada do gênero, mesmo assim, a história me atraiu. E bah, existem tantas pessoas que fazem tudo por dinheiro....
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Thaila,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, a sinopse é bem interessante e nos deixa curioso, pena o livro não ter te agradado como você esperava....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa