Resenha O Bangalô





O Bangalô
Quanto tempo você está disposto a esperar por sua felicidade?
Sarah Jio
Novo Conceito, 2015
Sinopse: Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos.
No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora.
Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso.
O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história.
A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

“Estamos todas fugindo ou tentando encontrar alguma coisa.” p. 60

Anne Calloway dos anos 40 é uma jovem enfermeira recém formada que no auge da 2ª guerra junta-se a sua melhor amiga Kitty e parte para Bora Bora, para servir ao país oferecendo seus trabalhos médicos para cuidar dos feridos. O que poucos sabem e nem mesmo Anne gosta de admitir é que ela está fugindo, fugindo do noivo que não sabe se realmente ama e postergando um pouco mais seu destino: dona de casa, organizadora de eventos sociais e mãe em tempo integral, por conta dessa percepção e comodismo ela tem uma versão meio cética em relação ao amor.

“Não acredito em conto de fadas, ou em cavaleiros com armaduras brilhantes. Acredito que o amor seja uma escolha. Conhece-se alguém. Gosta-se de alguém. Decide-se por amá-lo. Simples assim.” p. 23

Esse ceticismo bate de frente com o jeito de sua melhor amiga pensar no amor , enquanto Kitty é espalhafatosa, gosta da atenção masculina e crê que tem a sedução sempre ao seu lado, Anne é mais reservada, tímida e em meio ao paradisíaco lugar não se esquece da guerra ou dos doentes que tem que ajudar.
Quando Anne conhece Westry algo nele faz com que ela se sinta viva, pela primeira vez ela se vê apaixonando-se por alguém de forma irremediável, juntos eles compartilham um bangalô, um pequeno casebre que protege esse romance dos olhos do mundo e por si só já guarda seus próprios segredos.
Claro que nem tudo são flores, além de estarem em constantes perigos por conta da guerra, as questões morais do relacionamento de Westry e Anne começam a abater a moça, uma vez que ela saiu de Seattle noiva, ao mesmo tempo sua amiga Kitty começa a ter seus próprios segredos e a vida no paraíso de águas limpas e areia branca começa a se mostrar mais aterrorizante com o assassinato de uma nativa e as suspeitas de quem teria cometido tal atrocidade. Tudo isso pode colaborar ou finalizar a história de amor de Anne e Westry.

“Segurou-me em seus braços, me embalando. Vinte e sete de novembro. Era uma data sem importância, apenas um pontinho no calendário. Mas também foi o dia que mudou minha vida: o dia em que eu comecei a amar Westry.” p. 121

A Anne de atualmente é uma senhora que vive de lembranças e escolhas, ao mesmo tempo assombrada e companheira do passado e que por um dever moral deve voltar para a ilha de Bora Bora e finalmente finalizar pendências.
O livro é lindo, Sarah sabe criar uma história, a trama é bem peculiar e já conta com os trejeitos da autora: histórias com pequenas pistas e um leve mistério que eu tanto curto! É pra ir se encantando aos poucos, a história se passa quase que totalmente no passado, contada pelas memórias de uma senhora, como suas lembranças fossem folhas de diários sãos quais temos o privilégio de ler.
O bangalô é uma história triste e feliz ao mesmo tempo, traduzindo os horrores de uma guerra sob o olhar de um amor que floresce e permanece para além das adversidades. É uma história que conquista pela singeleza, recomendada a todos que sonhem com um amor tão grandioso.

11 comentários:

  1. Oie,
    histórias triste já quero distância.
    Estou com este livro em casa, mas ele não me anima muito a leitura

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. O livro parece ser lindo, apesar de triste. Gostei tanto da sua resenha que leria até a obra, mesmo não sendo muito do meu estilo.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
  3. Oie Thaila =)

    Não li nada da autora, mas depois de ler a sua resenha acho melhor não começar por esse livro.
    Pela sinopse a história não me pareceu assim tão triste,e como acabei de ler Como eu Era antes de Você estou fugindo um pouco de histórias de partir o coração.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo AS VIOLETAS DE MARÇO e amando <3 ....vou ler Bangalo com certezaaa!

    bjos nat

    letrasebelezas.blogspot.com.br
    @letrasebelezas

    ResponderExcluir
  5. Oi flor, tudo bem?
    Sarah Jio gosta de misturar passado e presente em suas histórias. Geralmente são tristes e profundas. Sempre tiramos algo de bom delas. O livro chegou no final de semana. Assim que der inicio a leitura. Espero gostar.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Estou curiosa com essa história.Parece tãaaaao boa e bonita :)
    ehehehhehe


    beeijão <3
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila!
    Confesso que estou muito curiosa com esse livro, devido ao fato de eu ter gostado dos outros dois publicados \o/
    Deve ser muito emocionante!
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Thaila,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, confesso que não esperava tanto mas sua resenha me despertou um grande interesse, dica anotada...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá, Thaila.

    Confesso que até ver sua resenha, não tinha parado para ler a sinopse ou saber mais sobre o livro... ele não tinha me chamado a atenção. Mas depois de ler sua resenha me deu até vontade de ler, gosto de livros do gênero e este parece ser um bom.

    Estou fugindo um pouco de livros nesta vibe mais down, mas quando tiver oportunidade vou dar uma chance ;)

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
  10. Já vi que vou ficar encantada com essa história!!!!
    2º Guerra, amor e perda... Tristeza e alegria!!!! Adorei a resenha!
    Claro que vou ler em breve!!!

    Bjksssssss

    Lelê

    ResponderExcluir
  11. aI >.< Tô maluca para ler esse livro. Mas acabei pegando primeiro o livro da Lucinda. ♥
    Eu sou apaixonada pela Sarah, suas histórias são incriveis.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa