Resenha Querido John




Querido John

O que você faria com uma carta que mudasse tudo?

Nicholas Sparks
Novo Conceito, 2010
Sinopse: “Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

De todos os livros do Sparks como não amar este?
Imortalizado na pele e Chamming Tatum (sério, não da pra pensar em outro cara) o jovem John conhece em um verão a doce Savannah e por ela vive a maior de suas paixões, mas o dever patriótico o chama e ele parte para o Iraque, seriam as cartas trocadas o elo que uniria esse casal? É claro que como o livro é famosão todo mundo já deve ao menos ter dado uma chancinha, mas eu gostaria de compartilhar meus sentimentos.
Ok, como não chorar? Impossível!
 Como não odiar a Savannah? Sim, minha gente eu a considero uma vaca! Tudo bem que ela foi sincera, meiga e até honesta, mas filha qual é a parte do “ELE TÁ NO IRAQUE” que ela não entendeu? Em meio a uma guerra que tira a sanidade de tantos, ela tirou dele a única sobriedade para enfrentar o horror que estava vivendo.
Eu não tinha lido antes de ver o filme, aliás não foi o primeiro livro que li do Sparks, apesar de considerá-lo a concretização dele como autor. É claro que entre o filme e o livro há grandes trocas e modificações, mas eu li esse livro há algum tempo e posso afirmar categoricamente que foi um dos mais marcantes, aquele que sempre me faz lacrimejar por uma única questão que matuta constantemente em minha cabeça: o que é amar? O que você está disposto a abrir mão pelo outro? O amor nasce, cresce e morre ou apenas adormece e dá lugar a outros sentimentos?

“Finalmente compreendi o que o verdadeiro amor realmente significa (…) O amor significava pensar mais na felicidade da outra pessoa do que na própria, não importa quão dolorosa seja sua escolha.”

Num primeiro momento confesso esse desprendimento me pareceu forçado, mas depois de algumas decepções pessoais, releituras e algum crescimento emocional percebi que amar é muito mais que dizer “eu te amo”, ou viver momentos bonitinhos, amar esta além, é compreender que amar se constitui estando longe ou perto, é importar-se, é perecer pelo outro, é doar-se.
Outro ponto é que o autor consegue tornar sua trama real ao trazer os atentados de 11 de setembro, trabalha as emoções daqueles que largaram suas vidas para garantir que a vida de outras pessoas fossem preservadas e de certa forma homenageou aqueles que viram coisas inimagináveis nos campos de batalha iraquiano, isso me comoveu.
De forma definitiva Sparks lida com maestria com sentimentos, trazendo a tona questões relativas ao sentimento mais poderoso do mundo, o amor não pode ser medido, mas é significativo, uma lição sobre este é ensinado, o drama é regado de açúcar, o choro é certeza, mas é um choro de aprendizado também.

9 comentários:

  1. Olá, tudo bem??

    Esse é o meu livro preferido dele ♥ nunca tinha olhado por esse lado nos atentados de 11 de setembro... realmente, foi um tópico muito bem pensado e sutil trazer essa realidade para o livro! Amei a resenha

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Quero muuuito ler esse livro <3 *-*

    youtube.com/hashtaglua
    hashtaglua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila!
    Eu li esse livro logo depois do lançamento, mas foi um dos livros do Nicholas do qual eu não gostei. Achei essa história muito chata, e não me envolveu totalmente.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Thaila, também fiquei p. da vida com a Savannah e com uma dó do John. Vi o filme depois de ter lido o livro, e gostei de ambos, de formas diferentes.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela resenha Thaila! Já li Querido John e amei! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. livro lindo da vida <3

    conhecendo o blog...vou seguir...bjao

    letrasebelezas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada do autor, mas esse é o livro que mais me interessa. Acho a premissa dele maravilhosa e curti o filme também, embora não lembre de quase nada :P
    Beijoos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Thaila,
    não gosto de Nicholas Sparks. Não li Meu querido John, obviamente.
    Assisti o filme e gostei dele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  9. Eu sou apaixonado pelos livros do Nicholas e esse foi o primeiro livro que eu li dele e fiquei apaixonado pela leitura e pela história, mas sou suspeito pra falar já que eu amo muito qualquer tipo de romance. Adorei seu blog.

    Meu Blog: www.umcontainer.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa