Resenha O Conde Enfeitiçado




O Conde Enfeitiçado
Série Os Bridgertons #6
Julia Quinn
Arqueiro, 2015
Sinopse: Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.
Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.
Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.
Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.
No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.

Ai meu coração, desse jeito ele não aguenta! Já começo a resenha assim! Depois de Para Sir Phillip, com amor, livro que não foi muito do meu agrado, já que senti falta de algo que me mostrasse que se tratava de um romance da Julia, me vem Francesca e Michael arrebatarem completamente meu coração! Foi um livro muuuuuuuuuuuuuito esperado e que valeu a pena cada dia de ansiedade.
Michael é o típico mocinho pelo qual é difícil não se apaixonar de cara, o pródigo libertino se vê apaixonado pela única mulher à qual não pode ter: a esposa de seu primo e irmão por consideração John, só que o que ele sente por Francesca não é um mero ato de luxuria, é amor, amor puro, dedicado e venerado. Tudo nela lhe é especial, mas ela se torna proibida ao ser a esposa de seu primo.

“Para Michael, era como se fosse uma doença, um sexto sentido. Não conseguia estar num lugar em que Francesca também se encontrasse sem saber o ponto exato onde ela se achava. Fora assim desde o instante em que se conheceram e a única coisa que tornava aquilo suportável era que Francesca nem ao menos desconfiava.” p. 133

Dói em Michael e em mim enquanto leitora ver nas primeiras páginas a cumplicidade de John e Francesca, mais do que tudo a dor de Michael causa empatia, afinal quem nunca foi “vela”?
Francesca, a sexta Bridgerton, é diferente dos demais irmãos, mais reservada e menos propensa ao tumultuo, John lhe foi uma balsamo, alguém para ajudá-la a viver na calmaria pela qual ela ansiava.
Quando John falece de forma iminente e tudo vira de cabeça para baixo, tanto Francesca quanto Michael se vêem em uma posição difícil, ele entre o desejo e a culpa, ela  na dor e na perda não só do marido, mas pelo que ela pensa do amigo que Michael sempre lhe foi.

“Não podia imaginar o mundo sem ele. mesmo quando estivera fora, Francesca sempre soubera que ele estava presente, vivendo mo mesmo planeta que ela, caminhando sobre a mesma terra. E naqueles primeiros dias depois da morte de John, quando ela o odiara por tê-la deixado, quando sentira tanta raiva dele que quisera chorar, experimentara algum consolo em saber que ele estava vivo e bem, e que retornaria para ela em um instante se um dia lhe pedisse.” p. 98

Neste momento a trama dá um salto de quatro anos, Francesca quer ter filhos e precisa se casar e Michael esta de volta após um longo período no exterior. Ao se reencontrarem o que poderia acontecer? O que poderia acender ou apagar nessa relação?
Terminei o livro extremante satisfeita, com um sorriso bobo nos lábios, a história é água, açúcar e mel... mais perfeita impossível, para mim tanto os fatos que levaram aos atos de Francesca e Michael completamente razoáveis e verdadeiros, é honra versus desejo, lealdade versus amor, morte versus vida... um imbróglio de sentimentos.

“Ele desejara e amara Francesca por tanto tempo... Mesmo quando John era vivo. Enganara o primo da forma mais vil possível; não podia aumentar a traição roubando-lhe a mulher.” p. 157

Além do romance outros elementos cativam na trama, para quem é fã do lindo, máster, maravilhoso e espetacular Colin Bridgerton pode vibrar porque ele dá o ar da graça na trama, com seu jeito de ser irônicos e sábio ao mesmo tempo.
Outro ponto que volta com tudo à trama: a leveza dos diálogos, eles tem um cunho cômico, diferentemente dos livros anteriores não são mais as situações engraçadas, mas agora dar-se vez e voz aos personagens, dando-lhes a oportunidade de serem engraçados, por terem uma veia irônica muito forte e isso dá a trama um salto qualitativo muito grande, porque fica leve, dinâmico e interessante de ler.
Fecho a resenha elogiando também o cuidado da autora em conduzir suas histórias por um fio condutor, não só na pesquisa de época não só para constituir seu enredo, dando veracidade ao mesmo, mas também em seu cuidado ao elaborar uma série longa como a dos Bridgertons e não se perder em datas, histórias secundárias e eventos que são marcantes para a trama geral, me encanta e admira o fato de que as histórias dos demais irmãos vão se interligando, dando aquela sensação de continuidade de um livro para o outro sem que se nem a autora, nem o leitor se perca.
O livro é um presente, pra quem gosta de romance de época se deliciar, pra quem não curte tanto torcer o braço e se render, e que venha Hyacinth!

11 comentários:

  1. Oie

    Eu amo os livros da Julia Quinn e também estava ansiosa por este. Meu queridinho de todos é o Duque e eu.
    Estou lendo este no momento e amando a leitura, bem como vc disse, tem todas as características de um romance de época, amo.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Todos falam tão bem de Julia Quinn e seus livros, acho que terei que me render a uma dessas leituras para descobrir se também serei uma eterna apaixonada! hihi

    Niina - Vícios e Literatura
    vicioseliteratura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Thaila!

    Ainda não li a série, apesar de ter os seis livros na estante. Pretendo começa-la em breve e me apaixonar como os demais leitores. A escrita da Julia parece ser muito fluida, envolvente e cativante, assim como seus personagens e a história em si.
    Ao ler sua resenha, fiquei com pena do Michael, mas também gostei bastante dele.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. *-*- Acho as capas dos livros da Julia Quinn lindas.
    Não vejo a hora dessa série toda ser lançada para comprar os livros.

    Beijinhos, Helana ♥ ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  5. Para de ser linda!!!! Que saco isso, rsrsrs.

    Esses livros estão me chamando. Eu nem sou chegada no gênero (li taaannnto isso há uns anos que dei uma enjoada, mas acho que tudo muda), eu acho que vou voltar a gostar disso, e a culpa é sua.

    Bjksss

    Lelê

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila!
    Não vejo a hora de começar a ler o livro!
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha Thaila. Ainda não li nada da Julia Quinn, mas só ouço elogios a respeito da autora. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaila, sua linda, tudo bem
    Comecei a sua resenha feliz, e depois fiquei triste quando disse que ela era casada com o primo dele. Já estava esperando pela primeira vez, um drama intenso. E então, a notícia de que ela fica viúva. Coitado do marido, mas dá licença, risos... A autora tinha que arranjar um jeito de colocá-los juntos sem ferir a honra de nenhum deles. Adorei sua resenha!!!!!! e eu adoro açúcar e mel, então, é perfeito para mim, risos...
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Thaila!
    Aiii eu preciso muito comprar os livros dos Bridgertons que me faltam. Parei no volume 3, e a cada resenha deles eu fico babando aqui. Essa série é maravilhosa, né!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem??? Eu ainda não li nada da Júlia, mas tenho vontade, apesar de ter um pouquinho de receio de encontrar cenas hots. Mas um dia ainda darei a oportunidade para conhecer. E criar séries e não se perder é bem difícil mesmo :P
    beijoos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Thaila, acabei a leitura ontem e Michael tornou-se o meu personagem favorito desta série. Amei o livro e a forma como a autora desenvolveu o enredo. Agora esperando pelo próximo, só espero que não demore!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa