Resenha Mar de Rosas




Mar de Rosas
Quarteto de Noivas # 02
Nora Roberts
Arqueiro, 2014


Sinopse: Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês.
Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor.
Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso.
Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.
Os seis são praticamente uma família. E justamente por isso Emma e Jack nunca revelaram a atração que sentiam um pelo outro.
Mas há coisas que não podem ficar escondidas para sempre.
Mar de rosas é uma história ardente, sexy e divertida sobre as vantagens e os desafios que surgem quando uma grande amizade vira paixão.
 

Emma é a mais romântica das quatro amigas, ela sonha com aquele romance de conto de fadas, um romance igual ao dos pais e tão intenso quanto. Para isso, Emma se vê na busca desenfreada por encontros, afinal o amor não bate a porta... tem que procurar por ele. Claro que nem sempre esses encontros são bons, mas o mais interessante é que Emma sabe dar uma de cupido e ajudar os outros a acharem seus pares perfeitos.

Mesmo que negue, Emma sente um comichão por Jack, o velho amigo, o Jack que a viu crescer, o Jack que sempre esteve ali com um irmão.

Jack, por sua vez não entende nada dessa obsessão pelo casamento, compromisso para ele se resume em ver os Yankees e jogar pôquer com os amigos toda a semana... mas claro que nem ele poderia ser imune ao charme da doce Emmaline. Para apagar de vez essa chama ambos decidem dar a oportunidade de um relacionamento, tendo em vista que manterão a amizade acima de tudo.

Agora esse relacionamento que já começou quente promete esquentar ainda mais, afinal será que um breve romance pode apagar uma forte atração ou apenas estimulá-la?

“Queria um amor que durasse para sempre. Queria alguém com quem pudesse viver dia após dia, noite após noite, ano após ano, queria casa, família, brigas, conforto, sexo, tudo. Sempre soube que queria isso do parceiro, o amante, o pai dos seus filhos. Mas por que tinha que se apaixonar por Jack? Quando finalmente sentia todas essas coisas que esperou a vida toda para sentir, por que tinha que ser justamente por aquele homem que ela conhecia tão bem? Bem o bastante pata entender que ele era alguém que queria ter seu próprio espaço,seguir seu próprio caminho e que considerava o casamento uma aposta de longo prazo” p. 156

Mar de Rosas tem aquele enredo clássico: dois bons amigos que se atraem, nenhum dos dois quer perder a amizade, mas ao mesmo tempo se vêem na dura missão de ignorar o que sentem ou dar vazão a esse sentimento. Claro que no percurso temos alguns desentendimentos, brigas que terminam em beijos e outras em lágrimas, mas acima de tudo temos muito amor.

Jack é Jack... o bom e velho estigma de um solteiro convicto... Se o meu Jack na vida real for a metade dele já me dou por satisfeita (risos novamente) (to engraçadinha). Claro que em alguns momentos quis acertá-lo na cabeça por seu comportamento, mas o que seria de um bom romance se ele não nos despertasse emoções?

No volume inicial (Álbum de Casamento), eu tive outra impressão de Emma, inicialmente eu a achei ousada, mais segura de si e não como a moça conservadora e romântica que ela se provou ser na sua história. Essa Emma que conheci pela leitura é muito parecida comigo no quesito de relacionamentos, aquela idealização do amor então de cara eu simpatizei com ela e torci muito para que seu romance com Jack se concretizasse e que ela também, assim como Mac e Carter, encontrasse seu final feliz, de certa forma é como se ela conseguisse eu também venha a conseguir (risos). 

Brincadeiras a parte, a trama mais uma vez segue o padrão de qualidade Nora Roberts, muito bem escrita, mas em alguns momentos extremamente descritivas, a autora busca que o seu leitor se jogue no universo da Votos, mas ao mesmo tempo tem ficado um pouquinho maçante as constantes páginas descritivas.

Entretanto, é relevante ressaltar que os diálogos são demais, a fluidez da interação entre os personagens é demais e a amizade entre as quatro meninas é muito clara, elas estão juntas, falam umas por cima da outra, são intrometidas, mas ao mesmo tempo companheiras. O mais bacana nesse segundo volume é que não esquecemos de  Mac e Carter e nem de Parker e Laurel, sem se esquecer é claro de Del... As coisas só melhoram, as pequenas provas de como serão os próximos livros é de dar água na boca!

Outro fato que me encantou muito é que Emma trabalha com flores, uma das minhas muitas paixões, então imaginá-la em meio a tantas flores, entre tanta beleza foi uma das melhores sensações que a leitura desperta. É quase como se eu pudesse visualizar a imagem como se estivesse parada no batente da porta do ateliê dela.

A trama também é mais quente que o volume anterior, associo isso ao fato de que Jack e Emma tinham uma ligação ao longo dos anos, foram criando química, entrando em combustão lenta, enquanto Carter e Mac tiveram que se reencontrar para acender a paixão.

O final que era uma das questões que eu mais pontuei em Álbum de Casamento também teve uma mudança considerável de um livro para o outro. Em Mar de Rosas, para mim, Nora trabalha mais delicadamente esse ponto final, com mais sutileza, capricho e romantismo. Esse final sim me deixou apaixonada.

Também vale comentar que a capa é de deixar qualquer um apaixonado, a combinação de vermelho e branco ao fundo ficou romântica, sensual e acima de tudo muito bem elaborada e bela.  De cara deu esse ar de conto de fadas que a história tem.

Enfim, Mar de Rosas tem mais altos que baixos, o que rompe com aquela maldição de segundo livro, a história tem uma ar de filme sessão da tarde, de história romântica que faz sonhar, mas acima de tudo é um romance bom de ler, de fazer sonhar realmente com aqueles contos de fadas modernos, entre os dois que já li esta ganhando mo posto de favorito, mas vamos ver o que os dois outros livros reservam...

11 comentários:

  1. Que delícia relembrar desse quarteto =) Com o tempo a gente vai esquecendo e misturando as histórias....rsrs..

    beijos!

    ResponderExcluir
  2. Muito amor!!!
    Adorei a resenha!! Tô vendo que o dia que eu ler algo da Nora, nunca mais vou querer ler outra coisa, rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu li todos e com certeza Mar de rosas é meu preferido <3 o Carter é um amozinho mas o Jack é o dono do meu coração <3

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Não curti muito a história. Como você mesma disse no último parágrafo, tem uma cara de Sessão da Tarde, pouco inovadora.
    Mas adorei seus apontamentos sobre a obra.
    Beijos!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila! Além desta ser a capa mais bonita da série, também traz uma linda história de amor. Apenas o próximo volume é que não curti o romance.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila!

    Eu ainda não li essa série, mas que bom que vc gostou e que o final te deixou apaixonada! Ainda quero conferir esse livro. A capa é linda demais!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaila, sua linda, tudo bem?
    Eu amo essa série, ela é a minha cara, super romântica!!!! E todos eles juntos são uma família, eu adorei como a autora fez todos ficarem juntos. Me identifiquei mais com Emma, pois sou romântica como ela. Mas adorei todos os livros, a autora me encheu de amor em todos eles. Sua resenha ficou ótima!!!
    bejinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Thaila.
    Confesso que não curto livros de época, apesar da história parecer muito boa.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Thalita
    Lendo a resenha fiquei com vontade de ler o livro pois este gênero sempre me encanta. Mas estou querendo ler outros estilos então não quero agora começar nova série, só terminar as que já comecei. Mas gostei de ler a resenha.
    Abraços, 
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  10. Olá Thaila!
    Amei sua resenha. Fiquei apaixonada por essa série, essas quatro são demais, e claro, Emma é extremamente romântica! <33

    Beijos
    Moda e Eu


    ResponderExcluir
  11. Oi, Thaila!
    Parece ser um romance bem amorzinho! Tenho muita curiosidade em ler essa série, e também porque nunca li nada da autora.
    Está na minha lista de leitura faz um bom tempo.

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa