Resenha A irmã da sombra




A irmã da sombra
A história de Estrela
As Sete Irmãs # 3
Lucinda Riley
Arqueiro, 2016

Sinopse: Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão.
Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual.
Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento.
Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor.


“Cultive não apenas o esplêndido jardim que criamos juntos, mas talvez o seu próprio, em outro lugar. E, mais do que tudo, cultive a si mesma. E siga a sua própria estrela. Chegou a hora” p.32

Estrela sempre foi uma personagem intrigante para mim, a sua relação de dependência e proteção com a irmã Ceci sempre me deixou com a pulga atrás da orelha. Estrela era opaca, inanimada até e ao mesmo tempo em que sentia que aquilo era errado também pressentia que aquela não era a verdadeira Estrela, era como se a mesma estivesse envolta em uma casca e que só agora, com a morte de Pa Salt estivesse se quebrando.
“O carvalho e o cipreste não crescem à sombra um do outro” p. 436

Pa Salt já é um velho conhecido, um homem do qual pouco sabemos, mas que adotou seis filhas e batizou-as com nomes que compõem a constelação das sete irmãs. Misteriosamente Pa Salt morre, mas deixa para cada filha pista e como e onde encontrar suas verdadeiras origens e agora cabe a cada uma dela ter seu tempo e se engajar em sua própria busca. Maia e Ally já fizeram suas viagens rumo ao passado, enfrentaram o presente e estão construindo um futuro próspero e chegou a vez de Estrela.

Para encontrar suas origens, Estrela é levada à uma pequena e estranha livraria onde conhece uma figura tão excêntrica quanto o espaço: Orlando, ele pode ter as respostas e também algumas novas questões para a jovem D’Aplièse.

 O destino de Estrela se liga com o de Flora MacNichol, uma mulher que viveu no começo do século XX na Inglaterra e que assim como ela teve uma vida nas sombras, abdicando de muito para agradar aqueles que amava e ao mesmo tempo foi esse amor que a fez fazer coisas que mudaram para sempre as gerações futuras e de certa forma também mudou o passado de nossa protagonista.

Um dos fatos mais interessantes da trama é a própria Estrela, uma personagem que pareceu tão opaca nos livros anteriores finalmente amadureceu e se encontrou, nas palavras da própria Lucinda, em sua nota sobre o livro:
“Muitas vezes, a coragem silenciosa, a gentileza e a força interior passam despercebidas. Ela não transformou o mundo, mas tocou as vidas de quem estava à sua volta e as mudou para melhor. E, ao fazer isso, encontrou a si mesma” p. 502

Como a própria autora diz ela apostou em uma personagem mais simples, sem grandes ambições, sem grandes traumas ou dramas, mas é uma personagem que se mostrou surpreendente exatamente por isso, pela sua forma singela e corajosa de ver o mundo e as situações. Estrela é como uma das plantas exóticas que na infância ajudou seu querido Pa Salt a plantar: diferente de tudo o que já se viu, com coragem para enfrentar as adversidades do desconhecido e ao desabrochar se mostrou uma verdadeira joia.

Outro fato que chama a atenção na trama é que mesmo fazendo parte de uma série a história é independente, ela da todos os subsídios para que seja compreendida perfeitamente e quem já lê a série não tem que ler novamente todos os acontecimentos da morte e luto por Pa Salt, a história de Estrela ocorre concomitantemente com a de Ally, mostrando o movimento das personagens na série, isso dá um toque de realidade a toda a trama, pois permite que o leitor perceba que todas estão em algum lugar, fazendo alguma coisa, criando uma história, a  questão do movimento que comentei.

O título é um real trunfo da história, pois casa bem tanto a história de Estrela quanto de Flora, pois ambas de alguma forma viveram nas sombras por algum tempo, colocando-se em segundo plano, mas ambas sendo fortes para superar as adversidades e fazendo uma alusão à Fênix, elas ressurgem. 

Novamente, Lucinda consegue escrever uma trama que permeia passado e presente de uma forma tão fluida que as páginas passam sem nem perceber. O livro é uma daquelas histórias que você realmente viaja, que te leva para Londres, para o mundo rural de Cúmbria, uma viagem ao século XX e um passeio delicioso pelo século XXI europeu.


Mais uma vez,  uma das minhas maiores suposições me relação a trama ganha força com uma breve cena de a “Irmã da Sombra”, cada vez mais estou envolta em suposições e um misto de adrenalina que realmente só Lucinda consegue despertar. Claro que agora além de estar ansiosa para conhecer as demais irmãs, principalmente Tiggy e Electra que estão mais “na moita” e seus passados estou ainda mais curiosa para ver como a autora delineará essa teoria.

6 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Thaila! Já li As Sete Irmãs e amei! Estou ansiosa para ler Irmã da Tempestade e Irmã das Sombras! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    Deve ser complicado escrever um livro assim, :o
    Amei sua resenha, vou dar uma pesquisada a mais nas histórias, e por na listinha de desejos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Perfeita resenha!!

    Tão perfeita quando deve ser a leitura do livro ♥ Amei!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  4. Oi Thaila!
    Adorei sua resenha, eu amei esse livro e gostei de como a Estrela conseguiu se encontrar e se afirmar durante a história.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila! Esta série é bem elogiada e preciso começar logo a leitura, na verdade quero conferir todos os da autora. Pelo visto temos muitos segredos na trama.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Olá, Thalia.
    Sua resenha ficou perfeita. Não estava muito animado para ler a série, mas agora quero ler tudo. rs E olha que não sou fã de séries grandes.
    Fiquei curioso para conhecer melhor cada uma das irmãs.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de setembro. Serão três vencedores, cada um ganhando dois livros.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa