Resenha Doutor Delícia



Doutor Delícia
 Doctor's Delight
Angela Verdenius
E-book, 2016

Sinopse: O que faz uma virgem plus size de 35 anos quando decide perder a virgindade e experimentar, por apenas uma noite, como é ser desejável? Ela se deixa ser convencida a contratar um acompanhante. Infelizmente, um erro de identidade a coloca na cama de um médico bonitão, e agora as coisas estão saindo de controle!



Cherry é uma dedicada enfermeira que se enquadra no perfil de um plus size e que ainda não encontrou seu príncipe. Aos 35 anos, sem nunca ouvir eu te amo, ou ter uma noite de prazer ela decide por insistência de suas melhores amiga contratar um garoto de programa que lhe mostre os prazeres da cama e assim sanar parte de seus problemas e traumas, apesar de refutar a ideia logo de cara, depois ela percebe essa pode ser a sua única oportunidade de se sentir mulher.
Contato feito e com dia e hora para perder a virgindade, Cherry se vê em um turbilhão de sensações quando descobre que o homem com quem passou uma maravilhosa noite de sexo não foi o garoto de programa selecionado pela agencia de acompanhantes, mas sim um verdadeiro estranho, ou talvez, não tão estranho assim, afinal ela descobre que seu garanhão de uma noite só é ninguém menos que o doutor Reed, o novo médico do hospital em que ela trabalha... mundo pequeno.
Rick Reed esta em busca da sua Cinderela, depois de uma magia noite a mulher simplesmente desapareceu e ele se viu em meio a uma grande confusão! O quarto do hotel não era o seu, e de repente as peças de um quebra-cabeça se misturaram.
Mas quem disse que ele não reconheceria as curvas de sua Cinderela?
Angela apostou em um enredo que rompe com estereótipos e é diferente de tudo que já vi, primeiro nunca havia lido uma história com uma personagem gordinha e que permanece gordinha do começo ao fim, pois em algumas fanfics, principalmente, a personagem muda seu visual e seu corpo para conquistar seu par ideal. No caso de “Doutor Delícia”, Cherry precisa aprender a se aceitar como ela é e compreender que as pessoas gostarão dela como ela é, simples assim. O que não será uma tarefa fácil, pois ela já viveu na pele preconceitos que minaram não só a sua relação com o corpo, mas também minou a sua autoestima.
Outro ponto que a autora foca e que me agradou é trazer a mulher fora de um padrão estereotipado e fixo de beleza, Cherry tem curvas, inseguranças e as temidas celulites como toda a mulher, então ela esta mais próxima da realidade do que uma magra, alta, loira de olhos claros, milimetricamente planejada. E contra todos os padrões já vistos é logo o médico bonitão e sarado que se apaixonada pela “gordinha desajeitada”, mostrando que amor vai além das aparências.
O livro é publicado em formato de e-book, eu o conheci la no blog da minha querida Suelen Mattos, que foi onde li a resenha desse livro e me apaixonei. Como não leio em inglês, consegui uma versão traduzida, que foi bom e um pouquinho ruim ao mesmo tempo. Foi bom porque consegui ler o livro e matar a minha curiosidade, o lado chato é que apesar da tradução cuidadosa alguns erros de concordância e de interpretação causaram alguns momentos de estranheza, nada que prejudique a compreensão e a leitura, mas que faz parte no processo de resenhar salientar.
Como já disse o livro é em e-book e quem me conhece sabe que tenho certas dificuldades com o formato, pois não estou tão habituada, recentemente passei por uma ressaca literária daquelas e isso acabou prejudicando um pouco o desenvolvimento da minha leitura, que tornou-se mais longa e arrastada do que a história é, como já disse, foi um problema meu o desenvolvimento da leitura, pois a trama além de agradável, mantêm traços de leveza pela sua sensualidade e humor.
O livro faz parte de uma trilogia, eu pretendo sim ler os outros dois livros, não tão já, mas em breve terão novidades dos romances de Angela aqui no blog, pois ela é uma autora que conseguiu chamar minha atenção e conquistar-me pelo seu jeito irreverente de escrever.

9 comentários:

  1. ÊêÊêÊê, que bom que você gostou!!! A autora tb conseguiu me cativar com esse jeito único de escrever. E o Dr. Reed é realmente uma delícia. Aliás, todos os mocinhos dela são, hehe!

    Amei a resenha, arrebentou!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. oi ^^
    pow mana eu tenho um certo receio de livros que a personagem quer perder a virgindade, sei lá, a temática não me agrada, mas to numa vibe legal de ler livros em inglês.
    é por isso q tenho nervoso de arrumar traduzido, as vezes vem muito cheio de erros =/
    de qualquer forma acho que pode ser uma leitura legal na medida do possível, quem sabe eu não de uma olhadinha depois.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Nossa que interessante, nunca tinha lido não, mas me deu muita vontade, adorei a resenha.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thaila! Não é muito o tipo de livro que costumo ler, mas achei muito legal a autora criar uma personagem fora dos padrões de mocinhas de livros que estamos habituados.


    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila! Eu não conhecia a autora e o livro, mas achei a trama bem interessante. O nome já dá asas para imaginação.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha Thaila. Achei interessante a autora apresentar estereótipos diferentes entre seus personagens, mas não sou muito fã de e-books. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro nem a autora, mas fiquei bem curiosa. Acho esse gênero bem leve e divertido :)
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaila, tudo bem?
    Eu também prefiro ler os físicos do que e-books, mas há casos que não temos como escapar... kkkkk
    Eu fiquei muito interessada neste, pois sua resenha me deixou mega curiosa. É bem difícil livros com mocinhas que não sejam super modelos.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Thaila,
    Que pena que não tem traduzido certinho para o Brasil, livros assim fariam sucesso aqui, afinal nem todas são musas e todas nós gostamos de nos sentir próximo a realidade enquanto lemos. Linda resenha, espero ter a oportunidade de lê-lo um dia.

    Na série Dark-hunters se não me engano, aquela que começa com o Acheron, o volume 10, tem uma história semelhante, referente a mulher ser gordinha.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa