Resenha Como eu era antes de você







Como eu era antes de você
Me Before You
Jojo Moyles
Intrínseca, 2013


Sinopse: Como Eu Era Antes de Você - Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

“Eu dispunha de cento e dezessete dias para convencer Will Traynor de que ele tinha motivos para viver.”
Pág. 125
Dizer que chorei seria banal, não? Mas sim, chorei de soluçar, de escorrer coriza, de faltar o ar, chorar porque senti a dor, porque senti a angustia e mais ainda compreendi Will e suas vontades, por mais difícil que seja.
“Claro que ele se sente infeliz. Ele está preso a uma maldita cadeira de rodas. E você certamente está sendo inútil. Apenas fale com ele. conheça-o. qual a pior coisa que pode acontecer?” p. 40
Lou é uma jovem que vive uma vida banal, acostumada com as pequenas satisfações da vida, sempre precisando de dinheiro, com um emprego simples, mas legal, sua família não é de longe a mais estabilizada, mas é que ela ama. Não é pessimista e tem um jeito falador de estimular aos que estão à sua volta.
Já Will teve tudo do bom e do melhor, mas um grave acidente causado pela imprudência de um motoqueiro o tornou tretaplégico, tornando-o um homem amargurado, tristonho e acima de tudo infeliz e não é para menos.
“Precisei prestar muita atenção em Will Traynor naquelas primeiras semanas. Reparei que ele parecia determinado a não lembrar em nada com o homem que tinha sido; deixara seu cabelo castanho-claro crescer em uma bagunça disforme e a barba por fazer se espalhava sobre o rosto. Seus olhos cinzentos tinham marcas de cansaço, ou do desconforto que ele sentia quase o tempo todo (Nathan me disse que ele raramente se sentia bem). Eles levavam o vazio de alguém que esta sempre alguns passos afastado do mundo a seu redor. Às vezes, eu me perguntava se aquilo não era um mecanismo de defesa de Will, já que a única maneira que encontrou de lidar com a sua vida foi fingir que não era com ele que as coisas estavam acontecendo.” P. 45
Senti um pouco a tristeza de Will, não deve ser fácil encarar a vida, reaprender e se limitar. Ter um personagem que esta em condição limitada é um desafio tanto para a autora, imaginem em como foi criá-lo? Mais ainda, quanta pesquisa esse processo envolveu? Tudo foi tão minucioso que senti como se eu tivesse conhecido Will em carne e osso.
E outro ponto que a autora brilhou: trabalhar a vulnerabilidade. Vamos admitir, Will foge dos padrões de mocinhos pelos quais suspiramos. Ele é um personagem limitado inicialmente tanto pela sua deficiência como pela sua descrença na vida, nas pessoas, no amor. Achei interessante essa inversão, pois quem é o lado mais frágil em um romance em geral é a mulher.
Uma série de acontecimentos colocam Will e Lou cara a cara, para conviverem por seis meses. Ela, com o objetivo de fazê-lo viver. Ele, só quer que o tempo passe para que enfim possa realizar o seu desejo.
Achei o começo meio morno e já estava me questionando de onde estava aquela emoção que todos sentiam, mas logo eu encontrei, como dizem quem procura acha, não?
Me dá vontade de ir ao encontro da autora, abraçá-la e depois brigar com ela por escrever uma história tão primorosa, que por várias vezes me fez pensar e também me destruiu de diversas maneiras, entendam: não é uma história de amor comum. É uma daquelas histórias que te dão um banho de água gelada, mostrando a realidade crua e nua em que milagres muitas vezes não acontecem.
Ao mesmo tempo em que senti certa raiva de Will eu o admirei além da conta, ser tão decidido, ser tão ético consigo mesmo, tão corajoso, ao mesmo tempo tão forte e tão humano na mesma proporção, tão real! E creio que no lugar de Lou eu também me apaixonaria e no lugar de Will eu gostaria de ter a mesma coragem.
Como eu era antes de você é um título que nos dá duas dimensões: tanto para Will quanto para Lou, ambos tiveram suas vidas modificadas por este encontro, não sendo mais uma história de amor que lemos por ai, mas uma história real que mostra que o amor renasce nas atitudes, nos pequenos gestos, no anseio em fazer do outro alguém melhor, mais feliz.
Quem leu se identificará com a minha sensação de dor e devassidão perante uma história de amor, daquelas que você torce até o final, em que cada página é uma vivência. Simplesmente arrebatador! Demorei horrores para escrever essa resenha, primeiro porque estava chocada demais com a história, segundo nada do que eu escrevia estava bom, nada era condizente e real o bastante, tudo parecia muito alheio da minha vontade de organizar as palavras, creio que nada nessa história seja previsível, nem mesmo que palavras usar para defini-lo, peço apenas que leiam, pois garanto não se arrependerão!
“A vida de Will Traynor era tão diferente da minha. Quem era eu para poder dizer como ele deveria viver?” p. 148

17 comentários:

  1. Eu sou louca para ler esse livro. Nunca vi uma resenha negativa dele (so uma alias). Quero muito ...eu adoro quando a autora embaralha nossas emoções fazendo um misto de raiva e amor.kkkk
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  2. Dica maravilhosa de livro amei a resenha, Curta e siga o meu canal
    https://www.youtube.com/watch?v=1LOCPg0HbTA

    ResponderExcluir
  3. Oi Thaila! Eu me identifico com a sua opinião, porque essa história me deixou com uma das maiores ressacas literárias que eu já tive. Não chorei de cair lágrimas, mas fiquei angustiada, sem chão, sem ao que me agarrar... Me apeguei demais à esse livro, não só pelo drama, mas pelo humor, pelos personagens e escrita da autora. Mal acreditei no rumo que ele tomou no final, apesar de ter entendido. </3

    Beijos, Lis.
    umareescrita.com.br

    ResponderExcluir
  4. É realmente uma leitura dilacerante! Me tirou do eixo durante dias, chorei muito, fiquei brava com a decisão dele e ao mesmo tempo entendia os porquês!
    Lindo livro!
    beijos

    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  5. Uauuuuuuu Thaila,
    Simplesmente depois de ler cada palavra sua preciso ler essa obra. Belíssima resenha cheia de emoção e é isso que amo quando leio uma análise, a opinião mais pessoal possível. Obrigada. Bjus Elis!!!

    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Thaila,
    Tenho muita vontade de ler algum livro da Jojo, seus livros me chamam bastante a atenção, além das capas serem lindas!

    Beijos, www.rayramii.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa, agora quero mais ainda este livro.
    Não tem uma resenha negativa por aí.
    Desejando muito ler ele. Linda resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    tenho este livro em ebook, mas ainda não li.
    Só vejo resenhas positivas

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Thaila, tudo bem???? Eu particularmente, gosto bastante de livros que nos fazem chorar e pensar. Mas esse em especial, ainda não me atraiu o suficiente para que eu o compre. Mas adorei a sua resenha e que bom que você gostou tanto :)
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu comprei este livro mas ainda não li. Tinha lido outro dela e no início também achei meio parado mas depois foi legal. Não sei quando vou engatar este mas não vai entrar na minha leitura por enquanto, ainda mais você dizendo que chorou bastante... Vou deixar passar.

    Greice Negrini
    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho vontade de chorar só de olhar pra capa desse livro. kkkkkk
    To louca pra ler algo da autora e pretendo começar por esse e antes do filme sair. Espero que eu goste e me toque de alguma forma.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  12. Ai, Thaila, eu confesso que não tenho coração pra ler esse livro não.... me envolvo muito com a história e eu ficaria arrasada ao terminar a leitura. Desidrataria. Mas o filme eu vou encarar, hehe!!!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  13. Oi amiga!
    Esse livro da Jojo é demais!!!
    Bj!
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sempre ouço muitos elogios a autora e seus livros. Inclusive este é o mais elogiado dentre eles. E tenho muita vontade de ler, mas ao mesmo tempo fico com receio de encarar esta leitura. Sou muito emotiva, e livros assim, que mexem tanto com nossos sentimentos, costumam me deixar arrasada!
    Mas, uma hora dessas crio coragem e vai... kkkk
    ótima resenha flor.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi, Thaila!
    Eu realmente quero ler este livro.
    Tenho apenas "A Última Carta de Amor" da autora, mas ainda não li. "Como Eu Era Antes de Você" parece ser muito tocante. Muito mesmo. Acredito que, assim como você, irei chorar demais quando lê-lo.
    Estou mais ansioso agora após ler a resenha.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Thaila,

    As inúmeras resenhas positivas desse livro me deixaram com uma curiosidade enorme, não li nada da autora ainda, mas espero ler com certeza....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Tahila, sua linda, tudo bem?
    Está ficando difícil ler suas resenhas. Eu adoro essa autora, eu li o livro dela A Última Carta de amor, porque adoro cartas e amei a história e a narrativa dela. Então, queria ler outros livros dela. Ai vem você e nossa, fiquei sem fôlego lendo sua resenha, quantos sentimentos. Parece que você abriu a caixinha do seu coração e está saindo tudo ao mesmo tempo. Tem coo não querer ler esse livro depois disso?
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa