Resenha Paixão Explosiva




Paixão Explosiva
Titulo Original: Led Astray
Sandra Brown
Primeiros Sucessos Ed. 12
Harlequin, 2011

Sinopse: Generosa, Jenny Fletcher punha em segundo lugar os seus próprios sonhos e necessidades, e em primeiro os de seu noivo, Hal, um homem mais comprometido com uma causa do que com ela. Na véspera de sua viagem para a América Central, ele lhe deu o que Jenny mais queria na vida... uma noite de paixão. Foi seu último presente.
Cage Hendren contrastava em tudo com o irmão, Hal. Ovelha negra da família, ele só tinha ternura por Jenny. Mas ela sempre o achara selvagem e implacável demais... até que Cage lhe mostrou o lado selvagem que ela mesma não sabia que tinha dentro de si.
E depois de ser iniciada na arte de sentir prazer, Jenny jamais poderia ser outra vez a mulher de antes...

Jenny sempre fez aquilo que seus pais adotivos Sarah e Bob Hendren consideravam certo, mesmo que algumas decisões fossem contra seus próprios desejos, sempre ela abdicou em prol do respeito e gratidão que sentia pela família que a apoiou em um dos momentos mais difíceis de sua vida como a orfandade.
Ela sabe bem a vida que terá: se casará com Hal, terá lindos bebês e viverá feliz para sempre com ele, seguindo os desígnios de Deus e da Igreja... O que não se esperava é que o trabalho missionário de Hal o levasse a morte.

Cage Hendren é a ovelha negra da família, bebe demais, fuma, transgride regras, envolve-se com mais mulheres do que se pode imaginar e acima de tudo carrega o ar irônico que tanto irrita seus pais e faz com que sua má fama só cresça na pequena cidade. Ele sabe que entre Hal e ele há grandes diferenças, a começar pelo amor incondicional dos pais e de Jenny, a única a quem amou e lhe foi proibida.
Com a morte de Hal e a aproximação de Cage, Jenny começa a perceber que seus sentimentos estão cada vez mais conturbados. Cage lhe proporcionou bons momentos, independência e lhe trouxe coragem, mas Hal lhe deixou marcas.

A trama de Sandra é boa, a autora trabalha um enredo em que temos um personagem julgado pelas fofocas e não pelas suas ações, Cage é um mocinho fácil de amar, uma vez que fica nítido que toda a sua arrogância é fruto dessa tentativa de esconder seus sentimentos. Um autêntico bad boy.

A história é publicada originalmente em 85 o que faz com que algumas situações e comportamentos fossem aceitáveis, ao mesmo tempo que a trama é antiga ela tem aspectos atemporais e que a fazem ser tão apaixonante.

Claro que passei raiva, principalmente com os pais de Cage, oriundos de uma família em que a fé em Deus e em seus preceitos imperava muito me incomodou essa diferença que faziam entre os filhos, aliás é a essa diferença que é o estopim para a mágoa de Cage que é totalmente aceitável, afinal se os próprios pais não conseguem aceitá-lo e apoiá-lo quem mais poderia?

Jenny tem o clássico padrão de uma mocinha virginal e romântica, que faz o que esperam dela e não o que ela realmente quer, acima de tudo ela não quer desrespeitar aqueles que lhe estenderam a mão e parecer ingrata. A autora trabalha esse comportamento de dependência e de aceitação que todos em algum momento buscamos, mesmo que para conseguir esse apoio acabemos nos privando daquilo que desejamos, como foi o caso de Jenny, que teve toda a sua vida e escolhas decididas por terceiros. 

Sobre o romance em si, eu o achei quente, não só sexualmente, mas pelas mensagens, cantadas e insinuações que permeiam a história. Após a morte de Hal, Cage decide que esta na hora de mostrar a Jenny que sempre a amou e finalmente conquistá-la, para isso usa todo o seu charme, ele esta apaixonando e não tem vergonha de dizer que a ama e de procurar formas de mostrar o que sente, seja por meio de beijos, caricias e ações de amolecer qualquer coração!

O final, ah o final! É de deixar qualquer um de queixo caído, cheio de ansiedade! Eu ainda não tinha lido algum romance da autora, como essa foi a minha primeira impressão e como diz o ditado “a primeira impressão é a que fica”, só tenho elogios a autora e espero confirmar essa boa intuição que adquiri sobre ela com um outro romance, fato que farei em breve! Por enquanto espero que curtam esse romance tanto quanto eu!

8 comentários:

  1. Já gostei só porque o final é de deixar de queixo caído rs amo livro que surpreendem, acho que vou ler :)
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ai ai, esses homens né?As mulheres se entregam ao extremo.Sei lá, gostei da resenha,rs.


    :)


    Então, Cheiro de Sonho foi publicado por uma editora, mas não deu certo.Com muita vontade de mostrar o meu trabalho para todos, estou disponibilizando no wattpad.Bora conferir?:https://www.wattpad.com/myworks/70805310-cheiro-de-sonho
    Beijinhos
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii,

    Amei a resenha e o blog, parabens, sou novo aqui!

    Abraços...

    https://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Menina, fiquei muito feliz de ver sua resenha empolgada da autora. O único livro que li dela foi o "Em Nome da Honra" e te digo uma coisa: passe longe dele. O livro é horrível. E, como vc disse, a primeira impressão é a que fica e eu tive uma péssima primeira impressão. Jurei que só leria outro livro dela se fosse muito bem recomendado. Já me falaram que eu dei o azar de ler o pior livro da autora primeiro. Por isso é que fiquei feliz de ver que a autora tem livro bom. E já fiquei curiosa com esse final aí de cair o queixo!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaila!
    Faz tempo que não leio um livro da Sandra Brown, essa autora é muito boa.
    Gostei da sua resenha, dica anotada!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Thaila! Que bom que mesmo sendo uma história escrita há tanto tempo, apresente elemento atemporais que permitam conforto numa leitura feita hoje em dia.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi, Thaila!
    Eu amo esse livro! Para mim, ele é um dos melhores romance de banca que eu já li. Claro que no início eu fiquei um pouco brava com a Jenny, afinal ela era um legítimo capacho, mas depois ela se redimiu.
    Adorei a tua resenha!

    Beijos. <3

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha Thaila. Parece ser um romance envolvente. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa