Resenha Um gato de Rua chamado Bob



Um Gato de Rua Chamado Bob - A história da amizade entre um homem e seu gato
James Bowen
Novo Conceito
Sinopse: Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

 Uma história de amizade, solidariedade e principalmente de lealdade e por que não falar em uma história de encontros e desencontros? Afinal, são esses encontros e desencontros que a amizade se fortalece!
James estava passando por um momento difícil em sua vida: lutando contra a dependência, morando em um apartamento pequeno e bagunçado, trabalhando nas ruas como cantor e descrente dos seus semelhantes. Bob, por sua vez, também apareceu ferido e precisando de alguém para amá-lo. É nesse enredo que os caminhos de ambos se cruzam e que os dois buscam se curar cuidando e amando um ao outro.
“Ver-me com meu gato suavizou-me aos olhos das pessoas. ele me humanizou. Especialmente depois de eu ter sido tão desumanizado. De certa forma, ele estava devolvendo minha identidade. Eu tinha sido uma não pessoa; e estava me tornando uma pessoa novamente.” P. 84

James escreve sua história com Bob de uma forma tão singela que encanta, não é a história de um gato e seu dono. São dois amigos dando força e apoio um ai outro. Bob passa a acompanhar James em sua rotina de trabalho no centro de Londres, um gato laranja andando pelas ruas e fiel ao seu amigo James, sendo companheiros de serviço logo chamam a atenção e o carinho do público.

“Atos espontâneos de generosidade não haviam exatamente feito parte de minha vida nos últimos anos. Atos aleatórios de violência, sim; de bondade não. Foi uma das maiores mudanças que Bob trouxe consigo. Graças a ele, redescobri o lado bom da natureza humana. Havia começado a depositar minha confiança- e minha fé- nas pessoas novamente.” P. 163

O relato de James não é só permeado de belas passagens, as dificuldades de um ex- dependente e o trabalho na caótica e competitiva Londres não são deixados de lado. O interessante é que James em momento algum se coloca como um coitado, mas de maneira realista descreve suas escolhas e as consequências das mesmas. Bob lhe foi uma dádiva, um amigo que o escolheu para ser seu companheiro, em quem James podia se apoiar e ao mesmo tempo e ser o pai que cuida de um bebê.
É impossível resistir a Bob, o leitor se apaixona nas primeiras páginas e vai assim até a página final. Confesso que achei que o livro ia ser lento por se tratar de um texto mais descritivo, entretanto me surpreendi com a fluidez da escrita de James e como parece natural a leitura, como se em vez de ler eu estivesse conversando com o autor.
A leitura de uma amizade genuína reaviva bons sentimentos, espero em breve ler mais das peripécias de Bob e espero que vocês se animem e leiam, pois é super recomendado!

16 comentários:

  1. O livro é bastante emocionante e ajuda a quebrar muitos preconceitos, em relação aos moradores de rua, no qual muitos pensam que são vagabundos, mas nem todos estão lá porque querem e também em relação aos gatos, quem tem a fama de serem insensíveis e traiçoeiros.
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exato, a forma de escrever dele é humanizadora... isso me emocionou muito!

      Excluir
  2. Esse livro parece ter uma história linda, eu amo livros com animais!! Abraços :D

    blogfalandodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. além de um livro fofo, é bem reflexivo ao mesmo tempo.
      Como a Angela disse James quebra estereótipos!

      Excluir
  3. Oi Thila!
    Eu achei esse livro muito fofinho. *-* É linda a amizade que nasce entre James e Bob. Estou com os outros livros aqui e espero ler em breve.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neyla, James e Bob são a prova de que a amizade pode curar

      Excluir
  4. Já estou com o livro em casa e espero lê-lo em breve. Vejo muitos elogios, ela, certamente, é incrível.
    Adorei a resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou louca para conhecer mais das aventuras dessa dupla!

      Excluir
  5. Oi Thaila, tudo bem:?
    Eu tenho este livro aqui em casa, mas ainda não me animei para a leitura.
    Lendo sua resenha, acho que vou gostar. Assim que as leituras de parceria me derem uma folguinha, vou ler este livro e espero gostar como você. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acredito que irá gostar, pois é uma história muito bonita de reconstrução pela amizade!

      Excluir
  6. Oi Thaila.
    Eu me encantei pelo Bob, adorei fazer essa leitura e ver como esse gatinho transformou a vida de James.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob faz mesmo quem não gosta de gatos amá-lo!

      Excluir
  7. Ownnnnnnnnnnnnn, bichinhos são sempre lindos! Eu ainda não tive tempo pra ler os livros do Bob (vergonha!), mas já sei que vou amar, principalmente porque o bichinho não morre.
    Deve ser um livro cativante mesmo ;)

    Bjks
    Sam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob é muito fofo e eu não posso ver a hora de reencontrá-lo nas páginas de um livro

      Excluir
  8. Oi Thá!
    Bom, tenho os três livros do Bob aqui em casa,mas não me animei a ler de jeito nenhum :/ Sabe quando não chama a atenção?
    Beijos e até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de adquirir mais um livro dessa duplinha, simplesmente encantada

      Excluir

Deixe sua opinião, ela será muito bem vinda e levada em consideração para promover melhorias!

 

felicidade em livros 2013 - 2015 * Template by Ipietoon Cute Blog Design Modificado por Fabiana Correa